Educação Ambiental, Política, Participação e a Questão Socioambiental.

Circula na internet uma mobilização para tentar reverter uma tendência de acordão para aprovar o Código Florestal no Senado pior do que ele foi aprovado na Câmara dos Deputados. Copio e colo a mensagem como forma de informar e senbilizar a todos sobre o que está ocorrendo:

“Pessoas queridas,

Precisamos do apoio e do envolvimento de tod@s para tentarmos fazer algo em defesa de nossas florestas.

Estamos num momento muito importante da disputa em torno do Código Florestal. Nessa última quarta-feira o Senador Luís Henrique apresentou seu relatório na CCJ do Senado que  piora ainda mais a proposta aprovada na Câmara dos Deputados e teve, por incrível que pareça, os elógios públicos da Ministra do Meio Ambiente e do Senador Jorge Viana.

Assim, está em curso um acordão para aprovar no início de outubro, o PLC 30/2011, para driblar nossa possível mobilização e evitar a discussão do Projeto mais perto da Rio+20.

Desta forma, o Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável, está intesificando suas ações para derrotar essa tentativa de destruir nossas florestas.

Peço o empenho de todos vocês para coletar abaixo-assinado e se engajar na construção desse movimento.

http://www.florestafazadiferenca.com.br/manifesto/

O calendário de mobilização do Comitê é o seguinte:

Dia 03/09 – Reunião para constituir o Comitê de Brasília, na sede do Sindsep, as 15h

Dia 07/09 – Grito dos Excluídos – Coleta de Assinaturas em todo o Brasil

Dia 09/07 – Lançamento do Comitê do Rio de Janeiro, no Jardim Botânico

Dia 19/07 – Seminário Nacional e abertura do Setembro Verde, no Senado Federal, em Brasília

Todas as segundas – reunião da Executiva do Comitê Florestas na sede da CNBB, em Brasília

Sugiro as seguintes formas de participação:

1- Entrar no site www.florestasfazadiferenca.org.br e imprimir o abaixo-assinado, bem como, ficar atualizado sobre o tema.

2- Participar dos Comitês Estaduais e Distrital, caso existam no seu estado ou ajudar a fundar um.

3- Acompanhar a agenda de atividades e se engajar nas mobilizações
Para ajudar na compreensão desse processo, mando os seguintes anexos:

a) Apresentação do Comitê em Defesa das Florestas
b) Avaliação sobre o Relatório do Senador Luís Henrique
c) Materia do Ministro do STJ , Herman Benjamim”

http://fabiodeboni.blogs.sapo.pt/266702.html

Comitê DF em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável

Comitê DF em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável