Celebridades prejudicam causa da comida ecológica, diz ativista

Os alimentos orgânicos são produzidos sem o uso de pesticidas convencionais nem fertilizantes químicos. / Mundo mais Orgânico /

Famosos como a atriz Gwyneth Paltrow e o cantor Sting estão prejudicando a causa da culinária ecologicamente correta, segundo a presidente de uma organização britânica de defesa da alimentação orgânica.

Helen Browing, a cargo da histórica associação Soil, fundada em 1946, relatou em entrevista ao jornal “The Daily Telegraph” que as celebridades que fazem apologia da comida ecológica “estão atrapalhando mais que beneficiando este hábito, já que lhe dão uma reputação de “elitista””.

Outros adeptos ilustres como o príncipe Charles da Inglaterra e a cantora Madonna são acusados pela associação de “passar a impressão de que as frutas e as verduras cultivadas sem agrotóxicos são só para aqueles que têm condições de contratar um jardineiro e um cozinheiro macrobiótico”.

Helen, que é criadora de porcos e gado há 25 anos, acredita que a comida ecológica não é apenas para pessoas que “usam sapatos caros e bebem champanhe”.

Neste sentido, a associação Soil lançará em setembro uma campanha que visa incentivar as pessoas a produzir e comer produtos frescos.

O programa chamado “a boa comida para todos” enviará equipes de especialistas a colégios, hospitais, prisões e empresas para demonstrar que “os alimentos locais, sazonais e orgânicos” além de serem acessíveis, são benéficos para saúde.

Embora a iniciativa já tenha dado os primeiros passos, a venda de alimentos orgânicos caiu em 6% no último ano, o que se atribui à crise econômica que fez com que os supermercados e os clientes apostem por produtos mais baratos.

Ao mesmo tempo, o número de fazendas britânicas que cultivam produtos não processados caiu 4%.

“Adoramos as estrelas de rock, mas talvez estejam fazendo com que a comida ecológica fique vinculada a ricos e famosos. E não é assim!”, disse Browing, que até o ano passado era a responsável pelo organismo estatal dos alimentos orgânicos.

O objetivo da associação Soil é o oposto, “lutar contra a pobreza e criar comunidades mais saudáveis”, insistiu a ativista.

 Fonte : EFE / FOLHA