Notice: Undefined offset: 0 in /home/dh_pztkek/ambientalsustentavel.org/wp-includes/capabilities.php on line 149

Projeto prevê duas usinas solares, 12 ecopostos e doação de 18 carros elétricos para Fernando de Noronha

A primeira das duas usinas começou a ser instalada na ilha neste mês de março. Projeto Trilha Verde foi lançado nesta segunda-feira (21), no Recife.

Uma das usinas está em fase de instalação na região da Vacaria  — Foto: Ana Clara Marinho/TV Globo
Uma das usinas está em fase de instalação na região da Vacaria — Foto: Ana Clara Marinho/TV Globo

Por Ana Clara Marinho, via G1 PE

Uma nova usina solar começou a ser instalada em Fernando de Noronha. A implantação da estrutura ocorre na região da Vacaria, às margens BR-363, e faz parte do projeto Trilha Verde, lançado pelo governo estadual nesta segunda-feira (21). O projeto prevê, ainda, a instalação de outra usina solar e 12 ecopostos para abastecimento de veículos elétricos.

Também está prevista a doação de 18 carros elétricos para a ilha pela iniciativa privada. Segundo o governo, esse veículos vão ser utilizados nas principais atividades econômicas da ilha, incluindo o setor turístico, a Administração do Distrito e a operação da empresa de geração de energia.

Nova usina solar começou a ser instalada na ilha  — Foto: Ana Clara Marinho/TV Globo
Nova usina solar começou a ser instalada na ilha — Foto: Ana Clara Marinho/TV Globo

Os 12 novos ecopostos previstos no projeto são instalados em locais considerados estratégicos da ilha e disponibilizados para todos os carros elétricos de Noronha. Serão oito pontos com potência de 22 KW, que possibilitam uma recarga mais rápida, e outros dois com potência de 7,4 KW, de acordo com o governo.

Dois postos terão suporte V2G, ou seja, o veículo pode utilizar a estação para recarga ou para retornar a energia não utilizada, como em eventuais períodos de alta demanda da rede. Ainda de acordo com o governo, o abastecimento desses postos será realizado com energia limpa, fornecida pela geração fotovoltaica das duas novas usinas solares.

Projeto foi lançando na sede do governo, no Recife, nesta segunda-feira (21) — Foto: Administração de Fernando de Noronha/Divulgação
Projeto foi lançando na sede do governo, no Recife, nesta segunda-feira (21) — Foto: Administração de Fernando de Noronha/Divulgação

O projeto prevê que, até o final de 2023, os veículos elétricos e os recursos energéticos sejam analisados. O governo informou que as informações coletadas serão submetidas a avaliações de viabilidade dos modelos de negócios e, posteriormente, será confeccionado um mapa para orientar futuras ações.

O lançamento do projeto aconteceu no Palácio do Campo das Princesas, a sede do governo de Pernambuco, que fica no bairro de Santo Antônio, na área central do Recife. Segundo o estado, essa cooperação técnica vai possibilitar que a ilha avance com essas soluções tecnológicas e dar contribuições para Pernambuco e para o Brasil.

As ações integram o Programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Neoenergia e contam com acompanhamento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A parceria também conta com empresas privadas, a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o Instituto Avançado de Tecnologia e Inovação (Iati) e o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD).

O governo publicou uma lei que determina a proibição da entrada de veículos a combustão em Fernando de Noronha, a partir de 10 de agosto de 2023, quando só vão poder entrar na ilha carros elétricos. A legislação indica que o prazo final para circulação de veículos a combustão que já estão em Noronha é 2030.

Fonte: https://g1.globo.com/pe/pernambuco/blog/viver-noronha/post/2022/03/21/projeto-preve-duas-usinas-solares-12-ecopostos-e-doacao-de-18-veiculos-eletricos-para-fernando-de-noronha.ghtml