SP oferece financiamento para produção de orgânicos

Quando o assunto são os produtos orgânicos, São Paulo está “bem na fita”. Segundo o Mapa da Produção Orgânica no Brasil, feito pela Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC), o Estado é um grande centro consumidor desse tipo de alimento e o quarto maior produtor do país, destacando-se no cultivo de açúcar, hortaliças e frutas, além de laticínios, aves e ovos.

O cenário é positivo e pode melhorar: nesta terça-feira (5), o governo estadual lançou o programa São Paulo Orgânico, um projeto de incentivo ao mercado desse tipo de alimento, cujo principal benefício é a criação de umalinha de financiamento exclusiva para agricultores do setor.

O dinheiro virá do Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (FEAP), mantido pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento – que é responsável pela iniciativa, ao lado da Secretaria de Meio Ambiente.

O teto de financiamento será de até R$ 100 mil por agricultor – pessoa física ou jurídica– e, no caso de cooperativas e associações, o valor sobe para até R$ 400 mil. Os interessados em aderir terão prazo de pagamento de até sete anos, inclusa carência de até 48 meses, sendo que o encargo financeiro será de 3% de juros ao ano.

Entre as opções oferecidas pela linha de financiamento, estão ajuda financeira para:
– certificação da área produtiva;
– aquisição de equipamentos e insumos destinados à transição agroecológica;
– modernização da produção orgânica já existente;
– realização de análises laboratoriais da água, solo e fertilizantes;
– procedimentos para outorga d’água e georeferenciamento da propriedade e
– aquisição de instalações e equipamentos para a produção de fertilizantes e defensivos orgânicos.

Fonte: Planeta Sustentável

Considerado o quarto maior produtor de orgânicos do Brasil, o estado paulista ganha mais um incentivo para a produção desse tipo de alimento: o São Paulo Orgânico, projeto que conta com uma linha de financiamento de até R$ 100 mil, exclusiva para agricultores do setor

Considerado o quarto maior produtor de orgânicos do Brasil, o estado paulista ganha mais um incentivo para a produção desse tipo de alimento: o São Paulo Orgânico, projeto que conta com uma linha de financiamento de até R$ 100 mil, exclusiva para agricultores do setor