França anuncia que fechará central nuclear mais antiga do país em 2016

O presidente francês, François Hollande, anunciou nesta sexta-feira (14) em Paris que a central nuclear de Fessenheim (leste), a mais antiga da França, será fechada ao fim de 2016, mas destacou que todos os empregos serão preservados.

“A central de Fessenheim, que é a mais antiga de nosso parque, fechará no final de 2016 em condições que garantirão a segurança no fornecimento desta região”, declarou Hollande na inauguração de uma conferência ambiental em Paris. Também anunciou “a reconversão do local e a preservação de todos os empregos”.

Ao mencionar a transição energética e “a diversificação das fontes de produção e fornecimento” de energia, o presidente da República recordou o objetivo de reduzir a presença nuclear na eletricidade produzida dos 75% atuais para 50% até 2025, uma de suas promessas de campanha.

Hollande afirmou que a meta é fazer de Fessenheim “um exemplo de desmantelamento”. Em 7 de setembro, a ministra de Ecologia e Energia, Delphine Batho, reafirmou a vontade do governo de encerrar esta central, muito criticada por ambientalistas e salientou que o calendário será discutido durante um debate sobre a transição energética.

Ainda nesta sexta, Hollande propôs que a França receba em 2015 a conferência climática da Organização das Nações Unidas (ONU), que deverá encerrar a discussão sobre um novo acordo global que vai substituir o Protocolo de Kyoto – e vai obrigar os países a reduzir suas emissões para frear o aumento da temperatura do planeta.

Quanto às emissões de gases causadores do efeito estufa, o presidente defendeu a criação de uma “estratégia ambiciosa”, com uma redução de 40% das emissões até 2030 e de 60% até 2040. Os índices seriam comparados com os dados de 1990. A França se comprometeu até agora a reduzir 20% de suas emissões até 2020.

Fonte: G1

França anuncia que fechará central nuclear mais antiga do país em 2016

França anuncia que fechará central nuclear mais antiga do país em 2016