Rede Amigos da Amazônia lança livro sobre consumo responsável da madeira a partir de ações do poder público

Rede Amigos da Amazônia lança livro sobre consumo responsável da madeira a partir de ações do poder público

Rede Amigos da Amazônia lança livro sobre consumo responsável da madeira a partir de ações do poder público

São Paulo, 18 de novembro de 2011– No dia 29 de novembro, a Rede Amigos da Amazônia, uma iniciativa do Centro de Estudo em Sustentabilidade (GVces) em parceria com o Centro de Estudos em Administração Pública e Governo (GVceapg) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP), lança o livro “Poder Público e Consumo de Madeira: desafios e alternativas para a gestão responsável da madeira amazônica”. A obra traz exemplos práticos, depoimentos de técnicos e gestores públicos, modelos de legislação e editais de compras e contratações públicas envolvendo a madeira da Amazônia.

O evento de lançamento, gratuito e aberto ao público, acontece das 8h às 12h30, no Salão Nobre da Fundação Getulio Vargas (Rua Itapeva, 432, 4º andar) e terá palestras e debates com especialistas da área governamental para discutir alternativas para uma gestão pública mais responsável, além de uma palestra magna ministrada por Samyra Crespo, da Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental do Ministério do Meio Ambiente. Entre os convidados estão Peter Spink, professor do Departamento de Gestão Pública da FGV-EAESP, que discutirá as perspectivas da inovação na gestão pública, o vereador Beto Moesch, ex-secretário do Meio Ambiente de Porto Alegre (RS), Mauro Haddad, gerente do Programa Verde-Azul da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Thais Horta, coordenadora da Agenda Ambiental na Administração Pública do Município de São Paulo (A3P) e Jussara de Lima Carvalho, secretária de Meio Ambiente de Sorocaba (SP).

Sobre a Rede Amigos da Amazônia

A missão da Rede Amigos da Amazônia é ser um espaço de cooperação e construção de sinergias entre governos, empresas e sociedade civil, promovendo o aprendizado por meio do intercâmbio de experiências sobre ações e políticas de sustentabilidade na produção e no consumo de produtos florestais amazônicos.

Sobre a FGV-EAESP

Criada em 1954, a Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP) foi a primeira escola de administração fundada na América Latina e mantém uma longa tradição na formação de líderes na área empresarial, governamental e acadêmica. Conhecida como um dos centros acadêmicos de maior prestígio nas áreas de Negócios e Administração Pública, a Escola se caracteriza pelo constante desenvolvimento de pesquisas e estudos pioneiros e pela vanguarda do conhecimento aplicado, divulgados em publicações e projetos realizados em seus diversos Centros de Pesquisas. Nos últimos anos, vários programas de seu portfólio de cursos foram listados em diversos rankings nacionais e internacionais. A FGV-EAESP se destaca como a Melhor Escola de Negócios no Brasil, com nota máxima na avaliação do MEC e como a 1ª instituição da América Latina e uma das poucas no mundo a obter a tríplice acreditação internacional de qualidade de ensino, que inclui o reconhecimento das seguintes agências: AACSB, EFMD e AMBA.

– Com Informações da GWA Comunicação Integrada