OMI aprova medidas obrigatórias para redução das emissões do setor marítimo

A Organização Marítima Internacional (OMI) aprovou novas medidas obrigatórias para a redução das emissões de dióxido de carbono (CO2) no setor de transporte marítmo. De acordo com a agência das Nações Unidas, esta é a primeira vez que uma resolução deste tipo é adotada em tal segmento da indústria internacional.

As medidas foram anunciadas durante a reunião do Anexo VI da Convenção Internacional para a Prevenção da Poluição por Navios (Marpol, na sigla em inglês), encerrada no fim de semana.

As novas regras entram em vigor em janeiro de 2013, e estabelecem que os navios novos e as demais embarcações com espaços superiores igual ou maior que 400 toneladas terão que se adequar aos Índices de Eficiência Energética das Nações Unidas. As medidas também exigem que as embarcações se adaptem ao Plano de Gerenciamento de Energia de Navios da OMI, que determina mecanismos para melhorar a eficiência energética.

A Convenção Marpol, que foi adotada em 1973, é o principal tratado internacional para a prevenção da poluição marinha por navios. O acordo cobre áreas como danos causados ao meio ambiente por vazamento de óleo, produtos químicos, substâncias nocivas em embalagens, esgoto e lixo.

(Rádio ONU)

Foto: Patricia Patriota

Foto: Patricia Patriota