Estudante australiano cria moto ecológica movida a ar comprimido

Protótipo é similar a uma moto para cross convencional de 250 cc, só que com motor de ar comprimido de dez quilos – uma alternativa aos combustíveis fósseis e à eletricidade

O protótipo de uma moto ecológica que funciona com ar comprimido e pode atingir uma velocidade de 100 km/h foi a estrela do salão internacional da motocicleta na Austrália nesta sexta-feira, 25.

Moto está equipada com um motor que funciona com um botijão de ar de 18 litros, como os de mergulho - Divulgação/Dean Benstead/RMIT University
Divulgação/Dean Benstead/RMIT University
Moto está equipada com um motor que funciona com um botijão de ar de 18 litros, como os de mergulho

Batizada de O2 Pursuit, a moto foi projetada pelo estudante australiano Dean Benstead no curso de desenho industrial da Universidade RMIT em Melbourne, no sul do país.

Benstead afirmou na apresentação que os testes com o protótipo, similar a uma moto de cross convencional de 250 cc e motor de ar comprimido de dez quilos, demonstram que o uso do ar é uma alternativa aos combustíveis fósseis e à eletricidade.

O veículo está equipado com um motor que funciona com um botijão de ar de 18 litros parecido aos de mergulho e seu chassi é o de uma Yamaha WR-250 fornecido pelo fabricante japonês para desenvolver o protótipo.

Benstead, que ganhou no ano passado o prêmio de desenho industrial de Melbourne na categoria de automoção e transporte, adiantou que o passo seguinte é conseguir que a moto tenha maior velocidade e um estilo mais futurista, usando alumínio e titânio para reduzir o peso.

A Feira de Motocicletas e Scooters de Sydney, que termina no próximo domingo, é a mais importante do país para profissionais e amantes do motociclismo.

Durante o evento, fabricantes como Harley Davidson, Yamaha, Ducati, Aprilia e Suzuki, entre outros, apresentarão seus lançamentos de motocicletas.

Moto está equipada com um motor que funciona com um botijão de ar de 18 litros, como os de mergulho - Divulgação/Dean Benstead/RMIT University

Moto está equipada com um motor que funciona com um botijão de ar de 18 litros, como os de mergulho - Divulgação/Dean Benstead/RMIT University