A Energia Gerada pelo SIN aumentou 3,4% em setembro

O crescimento da geração de energia no país deve-se ao aumento do uso de ar refrigerado, por conta das altas temperaturas registradas nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, e à elevada atividade industrial.Ref : Blog Jangadeiro

A carga de energia gerada no Sistema Interligado Nacional – SIN – aumentou 3,4% em setembro em comparação ao mesmo mês de 2010, segundo o boletim de carga mensal divulgado nesta terça-feira (11) pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Com relação ao mês de agosto deste ano de 2011, verifica-se uma variação positiva de 0,3%, enquanto no acumulado dos últimos 12 meses o SIN apresentou uma variação positiva de 3,6% em relação ao mesmo período anterior. A taxa de crescimento da carga de energia verificada em setembro, em relação ao mesmo mês do ano anterior, reflete dentre outros fatores, o comportamento da produção industrial que vem mantendo um ritmo mais moderado de crescimento como consequência das políticas domésticas e do cenário internacional.

Cabe ressaltar, informou ainda a ONS, que segundo a FGV – Fundação Getúlio Vargas – o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) manteve‐ se em 83,6% em setembro, o menor patamar desde novembro de 2009 (82,9%). Com o resultado, a média do terceiro trimestre de 2011 ficou em 83,8%, a menor desde o quarto trimestre de 2009 (83,1%).

Além disso, conforme divulgado pela CNI na Sondagem Industrial de agosto último, o nível de estoques industriais, vem se mantendo elevados nos últimos meses. A ocorrência de uma temperatura média mensal inferior à verificada neste mesmo período do ano de 2010 nos Subsistemas SE/CO e Sul também contribuiu para esse desempenho.

No Subsistema Nordeste os valores de carga de energia verificados em setembro acarretaram uma variação positiva de 3,8% em relação aos valores do mesmo mês do ano anterior, enquanto no Subsistema Norte os valores verificados em setembro ocasionaram uma variação positiva de 5,3% em relação aos valores do mesmo mês do ano anterior.

Para o Subsistema Sudeste/Centro-Oeste os valores em setembro acarretaram uma variação positiva de 2,6% em relação aos valores do mesmo mês do ano anterior,ao passo em que no susbsistema Sul os valores de setembro ocasionaram uma variação positiva de 5,1% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

 Fonte : Folha do Fora _ MS Agência Rio de Notícias