17 de julho_ E por que essa data é tão importante?

Foto: Fabio Beninger

Em janeiro, a ONU oficializou 2011 como o Ano Internacional das Florestas. Em 21 de março, comemora-se o Dia Mundial da Floresta – o que torna a data de hoje florestal ao quadrado. Mas afinal de contas, qual é a importância das florestas?

Em primeiro lugar, florestas são os habitats naturais de milhares de espécies tanto de animais quanto de plantas. Proteger o habitat de uma espécie é, também, protegê-la diretamente.

Além disso, as florestas são importantes para fixar o solo. Terra repleta de raízes dificilmente desliza, mesmo em caso de chuvas. Há, é claro, exceções – mas quando se trata de uma catástrofe que pode matar tantas pessoas, qualquer tipo de ajuda é válida.

As florestas também são vitais para o ciclo da água. Em uma cobertura florestal intacta, a infiltração da água no solo é quase total e a contaminação dos mananciais, mínima. Portanto, protegendo as florestas, teremos água limpa em maior quantidade nos aquíferos.

Foto: Haroldo Palo Jr.

As árvores também têm a importante capacidade de captar CO² e transformá-lo em oxigênio em sua fotossíntese. Ou seja, são nossas grandes aliadas no combate ao efeito estufa e à má qualidade do ar. Por causa disso, a Amazônia foi chamada, durante muitos anos, de “pulmão do mundo”. Provou-se, entretanto, que a floresta consome ao menos 65% do O² que produz.

Uma definição mais acurada seria “ventilador do mundo” ou “ar condicionado do mundo”, já que desempenha um grande processo de resfriamento global graças aos altos índices de evaporação.

Já que falar de proteção ao meio ambiente como uma questão ética não funciona, ainda podemos atingir as pessoas onde mais dói: no bolso. O IBAMA, em seu Projeto de Valoração Ambiental, estimou que a biodiversidade brasileira valeria pelo menos R$ 4 trilhões – mais de três vezes o PIB brasileiro da época.

Então, ainda está disposto a abrir mão de tudo isso?

Fonte: REDE AMBIENTE