Seminário propõe marco regulatório para a preservação e desenvolvimento sustentável do Cerrado

CerradoA elaboração de um marco regulatório para a exploração do Cerrado foi dos principais assuntos discutidos nos dois dias de realização do 3º Seminário de Agroextrativismo no Cerrado, promovido pela Frente Parlamentar Ambientalista do Distrito Federal e a Agência Brasileira de Meio Ambiente e Tecnologia da Informação (Ecodata).

O evento também preparou propostas sobre a preservação e o desenvolvimento sustentável do Cerrado que serão encaminhadas à conferência Rio+20.

Donizete Tokarski, presidente do Conselho da Ecodata, destacou, durante o seminário, a importância da aprovação da proposta de emenda à Constituição (PEC) que prevê, entre outras coisas, que seja dado ao Cerrado o mesmo tratamento concedido ao bioma amazônico e à Mata Atlântica.

Para ele, a PEC é preponderante para o futuro do Cerrado, assim como a reestruturação do novo Código Florestal e o marco regulatório visando à proteção e conservação desse bioma localizado em grande parte da Região Centro-Oeste.

Fonte: Agência Brasil

Print Friendly, PDF & Email