Grileiros disputam área de preservação em RO, até com canal no YouTube para venda ilegal de terras

por ClimaInfo

Época/O Globo visitou a região da Floresta Nacional do Jacundá, uma Unidade de Conservação Federal com mais de 220 mil hectares de floresta amazônica praticamente intocada no norte de Rondônia. Pela lei, apenas populações tradicionais que já habitavam a região antes de sua criação, em 2004, poderiam viver no local. No entanto, cerca de 300 pessoas se instalaram no território nos últimos tempos, com a esperança de que Jair Bolsonaro e Ricardo Salles cumpram a promessa de reduzir a proteção ambiental e regularizar áreas griladas no interior da Amazônia.

Muitos se aventuraram na grilagem exatamente por causa dessa promessa, repetida inúmeras vezes pelo presidente e disseminada nas redes sociais. A ação dos grileiros é beneficiada pelo enfraquecimento da fiscalização nos últimos anos.

A reportagem destacou o uso da internet como ferramenta para atrair novos grileiros. Até mesmo um canal de vídeos no YouTube foi criado para oferecer lotes de terra dentro da FLONA do Jacundá. “Quando o povo entra, mas com pouca gente, o próprio IBAMA tira todo mundo. Mas quando tem 400, 500 pessoas, é diferente. Eles [fiscais] foram lá e voltaram pra trás porque saiu da capacidade deles de remover as pessoas”, explicou Humberto Pereira, o youtuber da motosserra. A Folha também destacou o uso da internet para mobilizar e reunir mais grileiros em RO.

Em tempo 1: O Guardian publicou imagens captadas pelo fotojornalista italiano Tommaso Protti, quando visitou a Amazônia brasileira acompanhado pelo jornalista Sam Cowie no final de 2018. As imagens fazem parte da premiada mostra “Amazônia”, em exibição na Saatchi Gallery em Londres até 18 de julho. Protti registrou o dia-a-dia dos trabalhadores e das famílias que vivem na floresta, marcado pela pobreza, violência e pela destruição florestal.

Em tempo 2: Na Deutsche Welle, Nadia Pontes fez um apanhado dos retrocessos ambientais promovidos pelo governo Bolsonaro nos últimos anos. Conquistas ambientais importantes das últimas décadas estão sendo desmanteladas e destruídas pelo atual presidente, o que deixa o Brasil em uma condição cada vez mais delicada no cenário internacional. Vale a pena ler a reportagem.

Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução.

Matéria Original: https://climainfo.org.br/2021/06/07/grileiros-disputam-area-de-preservacao-em-ro-ate-com-canal-no-youtube-para-venda-ilegal-de-terras/?utm_source=akna&utm_medium=email&utm_campaign=07062021-ClimaInfo-Newsletter