Chuva de meteoros terá pico nesta semana e será visível do Brasil

Terra atravessa todo mês de outubro o rastro de partículas deixadas pelo cometa Halley no espaço e riscos de luz serão vistos cruzando o céu 

Por Sofia Pilagallo* | R7 Notícias

Chuva de meteoros do rastro do cometa Halley será visto do Brasil
Chuva de meteoros do rastro do cometa Halley será visto do Brasil. Imagem:
Freepik

Uma chuva de meteoros de média intensidade denominada Orionídeos terá seu pico nesta quarta-feira (21). O fenômeno poderá ser visto a olho nu pelos brasileiros, dependendo das condições climáticas.

Popularmente conhecida como “estrela cadente”, a chuva de meteoros consiste na passagem meteoroides pela atmosfera terrestre – que, por sua vez, são fragmentos de cometas ou asteroides que se desprendem desses corpos celestes e ficam vagando pelo espaço, em órbitas em torno do Sol.

Segundo o o coordenador do Observatório Didático de Astronomia da Unesp Bauru, Rodolfo Langhi, a Orionídeos ocorre todos os anos, sempre no mês de outubro. “Este é o período no qual a Terra atravessa o rastro de partículas deixadas pelo cometa Halley, cuja passagem mais recente pelo planeta foi em, 1986.”

A quantidade de meteoros que um fenômeno como este produz por hora varia muito de uma chuva para outra. Segundo o astrônomo, no caso da Orionídeos, a previsão é seja possível observador a passagem de 20 meteoros por hora. “Vale ressaltar, no entanto, que esta taxa é uma previsão calculada para condições bem específicas. Este número não significa necessariamente que a pessoa verá os 20 meteoros previstos a cada hora.”

*Estagiária do R7 sob supervisão de Pablo Marques