60% dos ônibus na China são elétricos em meio a empenho por energia limpa

Por Xinhua Português

O esforço chinês em energia limpa até agora substituiu 60% dos ônibus do país por veículos elétricos, ante 20% em 2015, à medida que o maior mercado mundial de veículos de nova energia mantém um impulso de crescimento sólido. Os números foram divulgados pelo Ministério da Ecologia e Meio Ambiente. Os esforços foram destacados como parte de uma modernização do sistema de transporte verde durante o período do 13º Plano Quinquenal (2016-2020), que envolveu a adoção de mais automóveis movidos a energia limpa e a eliminação gradual do transporte a gasolina. No mês passado, as vendas gerais de veículos de passageiros aumentaram 8% em termos anuais, atingindo 2,09 milhões de unidades, enquanto as vendas de veículos de nova energia subiram 67,7%, para 138 mil unidades. Com a maior frota de veículos de nova energia do mundo, a China é responsável por 55% das vendas globais do setor. Para atender à nova demanda gerada pelo consumo verde, o Conselho de Estado, o gabinete da China, aprovou um plano no início de outubro para impulsionar a indústria de veículos de nova energia, em que destacou os esforços para lidar com tecnologias vitais, consolidar a construção de infraestrutura como as instalações de recarga, e fortalecer a cooperação internacional. A China fez e manteve votos solenes ao mundo em resposta às mudanças climáticas, buscando um desenvolvimento mais verde durante o período do 13º Plano Quinquenal. Os combustíveis não fósseis representaram 15,3% do consumo de energia do país até o final do ano passado, cumprindo antes do previsto a promessa da China à comunidade global para 2020.

Xinhua Português http://portuguese.xinhuanet.com/2020-10/27/c_139470195.htm