Zoo de Bauru consegue reproduzir espécie de ave gigante da Oceania ameaçada de extinção

Quando adulto, o casuar pode pesar até 50 quilos: especie chegou ao zoo bauruense em 2000 — Foto: Zoológico de Bauru/DivulgaçãoO Zoológico Municipal de Bauru (SP) anunciou que conseguiu sucesso na reprodução do casuar, espécie de ave gigante ameaçada de extinção. O parque bauruense é o segundo no Brasil a conseguir esse feito. O filhote, sempre protegido pelo pai, já pode ser visto em seu alojamento. O casuar (Casuarius casuarius) é uma espécie natural da Austrália e Nova Guiné, e pode pesar até 50 quilos. Assim como a ema, o casuar perdeu a capacidade de voar durante o processo de evolução. Devido à perda de habitat, o casuar atualmente é uma espécie vulnerável à extinção.

A ave tem uma face que lembra os animais da era dos dinossauros e é considerado um importante disseminador de sementes nas matas australianas. Isso porque sua alimentação baseia-se em frutos e folhas, cujas sementes são espalhadas quando liberadas pelas fezes.

A história da espécie no Zoo de Bauru começou em 2000, quando foi inaugurado o setor das aves gigantes, que recebeu um casal de causares, com oito meses de idade. Para conseguir a reprodução, técnicos do zoo tiveram de superar uma dificuldade peculiar da espécie: saber o momento exato de juntar o casal, uma vez que os parceiros só se aceitam na época da cópula.

Fora desse período, ocorrem brigas que podem até mesmo causar a morte de uma das aves. O risco ocorre porque os animais possuem unhas longas e afiadas que podem gerar ferimentos graves. Agora, após 18 anos de sua chegada a Bauru e de 50 dias de incubação, nasceu o primeiro filhote da espécie.

O Zoo de Bauru funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, e aos sábado, domingo e feriados, das 8h às 17h. O parque fica na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-225), km 232 (acesso pela Avenida Nações Unidas). A entrada custa R$ 4, sendo que menores de 5 anos não pagam e idoso pagam meia. Mais informações pelo telefone (14) 3203-5229.