Responsáveis por queimadas irregulares serão punidos

Quem promoveu queimadas sem autorização da Semar será identificado e multado.

Embora em 2011 o Ibama tenha registrado um número menor de ocorrências nos sete municípios piauienses onde foram criadas brigadas de combate ao fogo, este ano, no período de 1º de janeiro a 17 de agosto, ocorreram 8.915 queimadas no estado, boa parte delas na região dos Cerrado _ Queimada no Piauí/ Foto:Francisco Leal)dos.

Técnicos do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) vão periciar as áreas incendiadas no interior do Estado. No Piauí, somente a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) pode avaliar a área e realiza prévia autorização de desmatamento, de acordo com a legislação e após rigorosa fiscalização.

Embora em 2011 o Ibama tenha registrado um número menor de ocorrências nos sete municípios piauienses onde foram criadas brigadas de combate ao fogo, este ano, no período de 1º de janeiro a 17 de agosto, ocorreram 8.915 queimadas no estado, boa parte delas na região dos Cerrados. Os infratores serão multados.

Segundo Francisco Celso de Medeiros, coordenador estadual do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (PrevFogo), do Ibama, com o início das chuvas no Sul do Piauí, as queimadas na região estão terminando. Na região Norte, o problema deverá prosseguir pelo menos até o início do próximo ano. “O ciclo das queimadas no Piauí começa no final de agosto e acaba no final de outubro ou começo de novembro, na região Sul. No Norte, os incêndios vão até fevereiro”.

Ele explica também que quando a queimada é feita de forma legal, com autorização da Semar, e ocorre em áreas de atuação do Ibama, todo o processo é acompanhado por técnicos do órgão. Nos casos de focos de incêndio próximos à rede de distribuição elétrica, a responsabilidade fica com a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf).

Celso Medeiros reconhece que o Piauí já avançou muito. Há menos de sete anos, chegaram a ocorrer até 50 desligamentos na rede de energia elétrica por conta das queimadas. Em 2010, ocorreram apenas dois casos e este ano ainda não aconteceu nenhum.

O PrevFogo atua nos municípios de Corrente, Bom Jesus, Canto do Buriti, Alvorada do Gurguéia, Uruçuí, Baixa Grande do Ribeiro e Piracuruca. São áreas próximas ou que abrigam parques estaduais e federais e que contam com a vigilância de 121 homens, os chamados brigadistas.

Fonte : SEMAR/ Ilziane Virgínia_Com informações da Ccom