Encontro discute desafios e soluções para o transporte no país

Pesquisadores, estudantes e empresários discutem nesta quarta e quinta-feira (6 e 7) no Rio problemas e soluções para o transporte no país. Segundo o professor de engenharia de transportes do Instituto de Pós-Graduação em Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ) Paulo Cezar Ribeiro, uma das principais preocupações em debate na nona edição do seminário Rio de Transportes é o crescente número de carros de passeio nas ruas das cidades.

“Todo mundo que tiver possibilidade vai ter um carro e isso implica que o sistema de transporte público vai ter que ser muito eficiente, para a pessoa não fugir do transporte público para o individual e causar congestionamentos cada vez mais severos”, disse.

No Rio de Janeiro, por exemplo, a expectativa é que o número de veículos chegue a 3 milhões em 2020, ou seja, um carro para cada dois habitantes na cidade. Com isso, a velocidade média no município poderá ser menor do que 20 quilômetros por hora daqui a nove anos.

Segundo o pesquisador, mesmo investindo no transporte público, as autoridades precisarão melhorar as condições das ruas e avenidas para receber esse crescente número de veículos. “Mesmo que o transporte público seja muito bom, se não houver melhoria para o transporte individual, o resultado não será pleno. Não se pode ignorar que as pessoas estão tendo cada vez mais carros.”

Ribeiro destacou ainda que a melhoria do transporte público não pode visar apenas aos grandes eventos que ocorrerão no Brasil nos próximos anos (a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016). “Os megaeventos acontecem durante poucas semanas, mas os moradores dessas cidades são afetados [pelo transporte] durante meses, anos.”

Além de palestras, o encontro vai apresentar o resultado de 28 pesquisas feitas por estudantes dos programas de pós-graduação da Coppe. A nona edição do seminário Rio de Transportes ocorre na sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no centro do Rio.

(Agência Brasil)