Comemorações pelo Dia da Árvore terão como foco a redução do desmatamento

Confirmando o carinho e respeito pela natureza, no Brasil, há 30 anos, formalizou-se então o dia 21 de Setembro como o Dia da Árvore - o dia que marca um novo ciclo para o meio ambiente.

Em comemoração ao Dia da Árvore (21 de setembro), a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), por meio da Superintendência de Educação Ambiental; o Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira de Mato Grosso (Cipem) e o Instituto Ação Verde promovem de 21 a 24 deste mês, uma ação integrada voltada para a sociedade em geral e a comunidade escolar.

Com o tema “Floresta em pé dá fruto – 2011”, as comemorações acompanham as discussões internacionais neste que foi declarado pela Unesco como o Ano Internacional da Floresta.

“Entendemos que a floresta tem papel preponderante não só nas mudanças do clima, mas no desenvolvimento sustentável do Estado. Assim, como em todo o planeta, Mato Grosso trabalha pela conservação da nossa biodiversidade”, afirmou o secretário Estadual do Meio Ambiente, Vicente Falcão, ao falar sobre a importância da data.

O bioma amazônico ocupa uma área de 4.196.943 km2, ou seja, 40% do território nacional e, é constituído principalmente por floresta tropical. Passando pelos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará e Roraima, parte do território do Maranhão, Mato Grosso, Rondônia e Tocantins, o bioma é formado por diferentes ecossistemas como florestas densas de terra firme, estacionais, de igapó, campos alagados, várzeas, savanas, refúgios montanhosos e formações pioneiras.

Mesmo sendo o bioma brasileiro mais preservado, cerca de 20% de sua área, segundo estudiosos, já foram devastadas pelo desmatamento, pelas queimadas e outras ações criminosas.

As queimadas além de matar animais, empobrecer o solo e provocar doenças na população são responsáveis por destruir as árvores liberando dióxido de carbono, gás que provoca o aquecimento global. Em relação aos desmatamentos, os cientistas estimam que 20% do carbono liberado na atmosfera provem do desmatamento.

“O governo do estado vem por meio de diversas ações trabalhando incessantemente para o monitoramento e controle do desmatamento e das queimadas, e também na responsabilização daqueles que praticam crimes ambientais”, destacou Vicente Falcao.

Em 2010, a Sema emitiu 495 Licenças Ambientais (LAU), o que corresponde a 1.245.725,075 hectares; 3.753 Cadastros Ambientais Rurais (CAR), totalizando 5.684.124,806 hectares. Foram monitorados por meio do Sisflora, 4.085.995,53m3 de madeira e 160 Planos de Manejo Florestal Sustentável foram licenciados em 151.107,18 hectares.

Também no ano passado foram fiscalizados 1.449.470,9804 hectares de propriedades rurais, sendo autuados 53.033,502 hectares, por desmatamento.

Em relação a 2011, só para se ter uma idéia, de janeiro a julho, a Sema emitiu 229 LAU’s, totalizando uma área equivalente a 548.852,78 hectares e, foram feitos 5.169 Cadastros Ambientais Rurais (CAR).

“Assim estamos conseguindo reduzir a curva do desmatamento no estado, especialmente na floresta”, destacou o secretário.

Segundo a superintendente de Educação da Sema, Lívia Mondin, foi justamente em razão da prioridade estabelecida pelo governo, na contenção do desmatamento e das queimadas (este ano, no período proibitivo, houve redução de 79% do número de focos de calor em relação a 2010), que foi escolhido o tema das comemorações deste ano. “A Floresta em pé dá fruto – Alternativas para redução do desmatamento”.

Confira a Programação do Dia da Árvore
Data: 21 a 24 de setembro
Local: Parque Mãe Bonifácia, Auditório da Fiemt e Hospital do Câncer
Outras informações na Assessoria de Imprensa da Sema, pelo telefone (65) 3613 7359

21 de Setembro (quarta-feira) – Abertura

8 horas – Local: Hospital do Câncer, na Avenida do CPA
Apresentação Cultural
Plantio simbólico de mudas de arvores nativas

Curso de Capacitação para Recuperação de Áreas Degradadas
09:30 às 18 horas – Local: Auditório da Fiemt

Peça Teatro – História sem fim
08:00 horas (apresentação teatral I) e 09:00 horas (apresentação teatro II)
Local: Parque Mãe Bonifácia (Concha Acústica)

Peça Teatro – História sem fim
14:00 horas (apresentação teatral I) e 15:00 horas (apresentação teatral II)
Local: Parque Mãe Bonifácia (Concha Acústica)

22 de Setembro (quinta-feira)

Curso de Capacitação para Recuperação de Áreas Degradadas
08:00 horas às 16:30 horas – Local: Auditório da Fiemt

Peça Teatro – História sem fim
08:00 horas (apresentação teatral I) e 09:00 horas (apresentação teatral II)
Local: Parque Mãe Bonifácia (Concha Acústica)

Peça Teatro – História sem fim
14:00 horas (apresentação teatral I) e 15:00 horas (apresentação teatral II)
Local: Parque Mãe Bonifácia (Concha Acústica)

23 de Setembro (sexta-feira)

Peça Teatro – História sem fim
08:00 horas (apresentação teatral I) e 09:00 horas (apresentação teatral II)
Local: Parque Mãe Bonifácia (Concha Acústica)

Peça Teatro – História sem fim
14:00 horas (apresentação teatral I) e 15:00 horas (apresentação teatral II)
Local: Parque Mãe Bonifácia (Concha Acústica)

24 de setembro (Sábado)

Peça de Teatro – História sem fim
16:00 horas (aberta a comunidade de Cuiabá e Vázea Grande)

17 horas – Encerramento

DISTRIBUIÇÃO DE MUDAS

21 de setembro

Locais:

Fiemt
Parques Estaduais Mãe Bonifácia, Massairo Okamura e Zé Bolo Flor
Secretaria de Estado de Educação (Seduc)
Shopping Pantanal
Praça Alencastro
Grupo SAGA – Cuiabá
Escola Estadual Professora Arlete Maria da Silva, em Várzea Grande
Escola Estadual Jaime Veríssimo de Campos Jr, em Várzea Grande
Fórum da Capital
Supermercado Modelo

22 e 23 de setembro

Locais:

Fiemt
Parques Estaduais Mãe Bonifácia, Massairo Okamura e Zé Bolo Flor

Fonte : Redação 24horasnews