Conheça dez novas espécies de plantas descobertas em 2018

Erva aquática descoberta perto de uma cachoeira no rio Sewa — Foto: RBG KEWBotânicos têm buscado as maravilhas escondidas do mundo das plantas há séculos.

Mesmo assim, ainda há plantas novas para a ciência sendo descritas, num ritmo de 2 mil novas espécies por ano.

Cientistas do Royal Botanic Gardens, Kew, em Londres, descobriram e batizaram mais de cem plantas em 2018.

A lista das principais inclui uma espécie carnívora, orquídeas exóticas e trepadeiras com propriedades medicinais.

Erva descoberta em cachoeira

O pesquisador Aiah Lebbie encontrou uma planta que não lhe era familiar agarrada a pedras perto de uma cachoeira em Serra Leoa, país da África Ocidental.

Ele a coletou e enviou ao Kew, onde foi identificada como uma nova espécie. A planta, Lebbiea Grandiflora, foi batizada em sua homenagem.

Erva aquática descoberta perto de uma cachoeira no rio Sewa — Foto: RBG KEW

“Ela tem características peculiares, que são diferentes de qualquer outra planta nessa família particular e que me indicaram de cara que estávamos diante de algo muito único”, disse à BBC News. “Meu nome estará para sempre ligado a ela.”

A planta – que serviria de alimento para os peixes e, por isso, seria elemento importante do ecossistema local – foi classificada como criticamente ameaçada.

Achada em uma área explorada pela mineração e por um projeto hidrelétrico, ela pode ser extinta em alguns anos, segundo os cientistas.

“Cada espécie de planta na Terra também é importante para nossa própria sobrevivência”, diz Lebbie, do Ervanário Nacional de Serra Leoa.

“Se dissermos que não seremos guardiões dela e permitirmos que desapareça, para mim isso é algo que o mundo terá perdido, e por enquanto não sabemos nem qual o valor disso.”

Comedora de insetos em uma ilha remota

Há mais de 150 espécies de plantas-jarro no mundo. Esta nova descoberta, Nepenthes biak, só cresce na pequena ilha de Biak, ao norte da costa da Papua Nova Guiné.

Ela está ameaçada pelo turismo, especialmente pelos navios de cruzeiro que aportam na ilha.

“Sabe-se que a planta tem sido buscada para ser vendida a turistas”, diz Martin Cheek, botânico do Kew. “A menos que algo seja feito para proteger a espécie, ela está a caminho da extinção.”

Nova espécie de planta-jarro carnívora — Foto: Martin Cheek/RGB KEWNova espécie de planta-jarro carnívora — Foto: Martin Cheek/RGB KEW

Nova espécie de planta-jarro carnívora — Foto: Martin Cheek/RGB KEW

É nosso trabalho proteger as plantas para que as futuras gerações as apreciem, ele diz. Plantas-jarro, conhecidas como Nepenthes, têm vários usos potenciais na medicina a serem explorados.

Laea Jewitt, gerente no Kew, diz que propriedades de plantas são descobertas o tempo todo. “Nunca sabemos o que descobriremos nessas espécies.”

Flor que pode ser usada no tratamento de câncer

A nova planta, nomeada Kindia gangan, é da mesma família do café. Cientistas do Kew a viram em colinas perto da cidade de Kindia, na Guiné, na África Ocidental.

Planta parente do café — Foto: Martin CheekPlanta parente do café — Foto: Martin Cheek

Planta parente do café — Foto: Martin Cheek

Exames indicam que a planta pode ter aplicações medicinais, inclusive no combate ao câncer.

Orquídea contrabandeada

Uma orquídea espetacular foi vista à venda em Vientiane, capital do Laos, país asiático.

Paphiopedilum papilio-laoticus também está seriamente ameaçada.

Orquídea do Laos — Foto: AdunyadethluangaphayOrquídea do Laos — Foto: Adunyadethluangaphay

Orquídea do Laos — Foto: Adunyadethluangaphay

Inhame-trepadeiro identificado por uma foto velha

Este tipo de inhame – um alimento em muitas partes do mundo – foi inicialmente visto em uma fotografia enviada ao Kew em 2002. Mais de uma década depois, a planta foi associada a espécimes desidratados no ervanário do Kew.

A planta com uma flor roxa, Dioscorea hurteri, é encontrada em seis pontos de KwaZulu-Natal, na África do Sul. Está vulnerável à extinção.

Um inhame-trepadeiro da África do Sul — Foto: Gareth ChittendonUm inhame-trepadeiro da África do Sul — Foto: Gareth Chittendon

Um inhame-trepadeiro da África do Sul — Foto: Gareth Chittendon

Flor vibrante do Vietnã

Esta espécie nova, Oreocharis tribracteata, foi vista numa expedição para o norte do Vietnã. Depois foi plantada no Reino Unido.

Planta com flor alaranjada do Vietnã — Foto: Sadie BarberPlanta com flor alaranjada do Vietnã — Foto: Sadie Barber

Planta com flor alaranjada do Vietnã — Foto: Sadie Barber

Árvore de floresta tropical

Esta grande árvore foi vista numa floresta tropical da Guiné, África Ocidental. Na primavera, ela tem flores rosa-choque. A Talbotiella cheekiiera desconhecida da ciência até 2015.

Árvore tropical da Guiné — Foto: Martin CheekÁrvore tropical da Guiné — Foto: Martin Cheek

Árvore tropical da Guiné — Foto: Martin Cheek

Pimenta selvagem

Esta árvore, Pimenta berciliae, é parente da pimenta, ingrediente vital em produtos alimentares e de beleza.

Nova árvore da família da pimenta — Foto: ThaisVanconcelosNova árvore da família da pimenta — Foto: ThaisVanconcelos

Nova árvore da família da pimenta — Foto: ThaisVanconcelos

Planta da floresta de nuvens

Esta planta com flores cor de rosa foi vista num vale na Bolívia.

Flor dos vales da Bolívia — Foto: MT Martinez

Flor dos vales da Bolívia — Foto: MT Martinez

Árvore possivelmente extinta

Uma árvore de Camarões, Vepris bali, tem seu habitat unicamente numa reserva florestal da região de Bamenda. Acredita-se que tenha sido extinta pelo desmatamento e não há registro fotográfico da espécie.

https://g1.globo.com/natureza/noticia/2018/12/28/conheca-dez-novas-especies-de-plantas-descobertas-em-2018.ghtml