Guru do Google dá dicas de meditação

O engenheiro budista Chade-Meng Tan explica como a prática pode melhorar habilidades como concentração e produtividade no trabalho

CHADE-MENG TAN (FOTO: PETER DASILVA/ THE NEW YORK TIMES)

CHADE-MENG TAN (FOTO: PETER DASILVA/ THE NEW YORK TIMES)

A edição de dezembro da Galileu (281) traz um dossiê sobre os benefícios da meditação para a mente e o corpo, comprovados pela ciência. De olho em capacidades como o aumento de concentração e produtividade, empresas como o Facebook, o Twitter e o LinkedIn usam o treinamento para melhorar a qualidade de vida e o ambiente de trabalho de seus funcionários. O engenheiro Chade-Meng Tan é tão entusiasta do assunto que, depois de ministrar cursos sobre meditação para mais de mil colegas e lançar o livro “Procure Dentro de Você” (Editora Novas Ideias), ele se tornou o guru informal do Google, onde trabalha desde 2000. Confira a entrevista completa e veja as dicas de Meng:

Qual é a importância da meditação no ambiente de trabalho?

A meditação é como um exercício. Se você medita, vai ganhando aptidão mental e emocional. Com isso, todos os aspectos da sua vida melhoram, incluindo saúde, felicidade e produtividade. E, obviamente, para as empresas, é importante ter funcionários saudáveis, felizes e produtivos. Por isso, a meditação é tão importante.

Como isso funciona?

Alguns estudos já provam que a meditação pode melhorar, por exemplo, a resistência contra o resfriado. Além disso, as pessoas aprendem a lidar melhor com o stress e têm mais energia, logo se tornam mais produtivas. A felicidade também é um benefício importante, tanto em casa quanto no trabalho. Se o funcionário é feliz na empresa, ele trabalha com mais determinação e a organização prospera.

Tem também a criatividade. A meditação acalma a mente, deixando-a alerta e relaxada, o que cria condições para o pensamento criativo.  E, finalmente, a meditação é relacionada com a capacidade de ouvir os outros e melhorar os relacionamentos sociais. Portanto, quando a pessoa medita, causa menos atritos com outros funcionários.  Por isso, é uma vantagem tanto pessoal quanto profissional.

Não é irônico pensar que, em um ambiente competitivo como o do trabalho, as pessoas possam usar os benefícios da meditação para se dar bem em cima dos colegas?

Isso é possível, mas só se o treinamento não for feito de forma correta. Se a meditação for direcionada apenas para a melhora da concentração, então o praticante pode, sim, usar essa aptidão para prejudicar os outros. Na tradição que eu venho [budista], temos uma palavra para isso: miccha samadhi, que significa “concentração errada”.

Um treino completo de meditação deve incluir sabedoria e compaixão, além da concentração.  Sabedoria, por exemplo, inclui o desenvolvimento de uma visão sobre as causas dos sofrimentos e das alegrias. Compaixão inclui a motivação de servir a um bem maior.

Se o praticante faz o treino completo, ele vai descobrir uma fonte de alegria que não depende de prazer sexual ou do ego. Isso significa que ele não vai mais precisar prejudicar ninguém para se sentir feliz, porque ele já é feliz através de caminhos saudáveis.

A meditação funciona para qualquer tipo de professional?

Com certeza. Lembre-se de qua meditação desenvolve aptidões físicas e mentais como um exercício na academia. Não importa se você é um gerente ou um engenheiro, se você está bem fisicamente, vai trabalhar mais efetivamente. E bem estar emocional também pode ajudar qualquer carreira, independente do trabalho.

Qual é o melhor tipo de meditação para fazer no trabalho?

Existem maneiras muito práticas de se meditar no trabalho. Uma delas, é fazendo pequenas pausas mentais. Em outras palavras, descanse a mente por um período muito curto de tempo, mas frequente. Você só precisa se concentrar na sua respiração, por apenas um suspiro, por exemplo. Só isso. A melhor coisa é que você não precisa parar de fazer nada do que você está fazendo. Você não precisa parar de trabalhar e ir para uma sala. Dá para fazer isso enquanto você estiver indo para o banheiro, ou esperando um programa do computador abrir. Isso traz benefícios a custo zero.

Outra forma boa de meditar, principalmente para os gestores, é a prática da gentileza. A cada hora, durante dez segundos, escolha duas pessoas aleatórias e pense consigo mesmo: “Eu desejo que essa pessoa seja feliz, e desejo que essa outra também seja feliz”. Não precisa dizer nada, só pensar. Quando você faz isso com frequência, desenvolve um hábito mental, que, no caso, é o hábito da gentileza.

 

Fonte: http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/Psicologia/noticia/2014/12/guru-do-google-da-dicas-de-meditacao.html

Print Friendly, PDF & Email