Férias como voluntário, uma viagem diferente e do bem

Por Fábio Lima, do blog Intrip

Que tal viajar para um país onde não há muita tradição no turismo, onde não haverá shoppings, nem parques temáticos e você ainda terá que acordar cedo e trabalhar duro?! Isso mesmo, trabalhar seriamente!

Para alguns isso pode ser um cenário de um “programa de índio”, mas para outros isso é o roteiro de férias perfeitas! Isso porque, um novo formato de viagem está surgindo, é o chamado turismo voluntário, também conhecido como “voluntourism“.

Screen Shot 2014-12-22 at 1.22.07 PM

O conceito básico é oferecer o trabalho voluntário com objetivo de ajudar alguma causa significativa durante a viagem, ou seja, é uma ideia de amplificar o turismo consciente, quando se pensa em realizar algo pelo destino que está visitando.

Fazer algo de diferente e ajudar ao próximo nem sempre é tão fácil. Existem várias ONGs pelo Brasil e pelo mundo que fazem trabalhos fantásticos por várias causas e sempre estão precisando de ajuda voluntária, seja por doação de dinheiro ou através de doação do seu tempo para trabalhar diretamente no campo de atuação da organização. Mas como fazer para localizar essas organizações e ter certeza da seriedade do trabalho?

volunteer_intrip2

 

Foi pensando nisso que os amigos André Fran, Mariana Serra e Alice Ratton resolveram criar um site diferente para quem curte viajar e fazer o bem, é o Volunteer Vacations, que tem o objetivo de fazer essa curadoria para aproximar pessoas comuns com ONGs que fazem trabalhos sérios.

Mas e se pintar aquela dúvida de que tipo de viagem fazer? Uma viagem para curtir o local, descobrir novas culturas, novas experiências ou fazer uma viagem como voluntário? É ai que entra o trabalho do site. Eles pretendem mostrar que é possível aliar os dois, onde você ajuda a quem precisa e conhece as novidades do destino.

Screen Shot 2014-12-22 at 1.32.43 PM

Segundo os criadores do site, o perfil do viajante que faz esse tipo de viagem é variado, mas normalmente são aqueles que compartilham o desejo de “fazer o bem” ao mesmo tempo que conhecem destinos incríveis que geralmente estão fora dos roteiros tradicionais.

Eles observaram que normalmente o que é encontrado por aí são pacotes de intercâmbio que mesclam o trabalho voluntário, que normalmente são com tempos longos de 3 a 12 meses pelo menos, mas para períodos mais curtos é bem difícil encontrar alguma coisa. E como o nome não deixa esquecer, a ideia deles é oferecer a possibilidade do voluntariado durante as férias.

Como nasceu a ideia?

Tudo começou quando a Mariana e Alice resolveram criar um site para compartilhar sua paixão por viajar. Desta paixão em comum chegaram a um amigo que viaja muito, o André. No projeto existia uma parte que seria reservada para “turismo voluntário”, foi justamente essa parte que atraiu André. Na verdade todos gostavam mais desse lado humanitário do projeto, foi fácil então entrar num consenso e focar todo o trabalho nesse sentido de ajudar a quem precisa e poder motivar outras pessoas, que assim como eles, querem ajudar.

volunteer_intrip3

Fundadores voluntários

Os três têm histórico em comum no voluntariado. Mariana desde cedo se dedica a trabalhos voluntários no Rio de Janeiro e já viajou para o Quênia para ajudar crianças através de uma ONG. Alice deu aulas de reforço no Educandário União Casa da Criança. E o André, além de ser um dos caras mais engajados em boas causas que eu conheço, está acostumado a viajar com o programa que faz parte (o “Não Conta Lá em Casa”) para lugares inóspitos justamente com objetivo de mostrar, divulgar e propor soluções para alguns problemas do mundo.

Como funciona?

Ao acessar o site você escolhe o destino que deseja viajar, dentro dos oferecidos por eles, em cada um deles tem uma ONG e um trabalho sendo oferecido e você vai participar dos trabalhos em suas respectivas causas. O site vai dar toda consultoria sobre como é o trabalho, o que é preciso para ir naquele destino (como a necessidade de vacinas e vistos) e ainda todas as instruções como será seu cotidiano quando estiver por lá. Enfim, eles montam junto com você o planejamento da viagem voluntária.

Quanto custa?

Mas você vai pensar, é trabalho voluntário e eu tenho que pagar por isso? Na verdade a Volunteer Vacation cobra uma taxa pela consultoria de planejar a viagem e o contato com as ONGs e claro, eles dão todo suporte no local com um local host, alimentação (durante o horário do trabalho), transfer terrestre e alojamento nas ONGs. Os valores das taxas podem variar entre US$ 350 a US$ 3.400, depende do país, da experiência voluntária e do tempo que você vai participar.

Não estão inclusos: custo da passagem aérea, seguro viagem e gastos pessoais.

Saiba mais: www.volunteervacations.com.br

Fonte: https://viagem.catracalivre.com.br/brasil/mundo-viagem/indicacao/ferias-como-voluntario-uma-viagem-diferente-e-do-bem/

PrintFriendly and PDF