Destruição da Amazônia aumentou 5 vezes no último mês, diz instituto

Screen Shot 2014-11-17 at 7.01.52 PM

Números do Imazon lançam um alerta para as autoridades brasileiras. Maior parte da área desmatada é privada e usada para produzir alimentos.

O Bom Dia Brasil teve acesso, com exclusividade, aos dados mais recentes do desmatamento na Amazônia. A destruição da floresta quintuplicou no mês passado.

Os números do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia lançam um alerta para as autoridades: em outubro deste ano, a Amazônia perdeu mais de 240 quilômetros quadrados de floresta, um aumento de mais de 400% em relação a outubro de 2013. É como se mais de 24 mil campos de futebol fossem destruídos.

A análise feita pelo Imazon também revela que nos últimos três meses o Brasil perdeu mais de mil quilômetros quadrados de floresta, quase o tamanho da cidade do Rio de Janeiro.

“Chama a atenção não só o aumento do desmatamento, mas também da degradação florestal, que são aquelas áreas de florestas que tão exploradas pela atividade madeireira ou sofrem o efeito do fogo. A gente tem uma situação que pode fugir do controle”, afirma o pesquisador do instituto Adalberto Veríssimo.

Os estados que mais desmataram foram Rondônia, Mato Grosso e o Pará. E se antes o desmatamento se concentrava em algumas áreas, hoje a destruição se espalha e avança para o centro da Amazônia.Screen Shot 2014-11-17 at 7.02.01 PM

Um dado preocupante diz respeito às terras onde mais a floresta vem sendo derrubada. A maioria é privada e utilizada para produzir alimentos. Para o Imazon, fiscalizar não basta. Além de ampliar o combate ao desmatamento, também é preciso jogar duro com os infratores para impedir a venda e o consumo de produtos que vem de áreas desmatadas.

“Tem que fazer uma punição econômica ao infrator. A única chance, no caso do desmatamento em áreas produtivas, é mexer com o bolso do desmatador ilegal”, ressalta o pesquisador.

Fonte: http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2014/11/destruicao-da-amazonia-aumentou-5-vezes-no-ultimo-mes-diz-instituto.html

Print Friendly, PDF & Email