10 grandes aeroportos do Brasil vão reciclar 100% de seus resíduos sólidos

Screen Shot 2014-12-23 at 1.44.12 PM

Por meio de um contrato firmado com a empresa de sustentabilidade Coletiva, a Infraero lança uma iniciativa que destinará à reciclagem 100% dos resíduos sólidos gerados nos terminais de passageiros de dez dos mais movimentados aeroportos que administra no Brasil. São passageiros de aviões, integrantes de tripulações, trabalhadores em estabelecimentos de comércio e de serviços, funcionários e todos os demais que transitam nos saguões de check-in, halls, terminais de embarque e desembarque, áreas de acesso às aeronaves, além de entradas e saídas dos aeroportos.

Ao todo, a Coletiva instalou 989 coletores equipados com painéis publicitários no Aeroporto de Congonhas (SP), no Aeroporto Internacional do Recife, no Aeroporto Internacional de Fortaleza, no Aeroporto Internacional de Salvador, no Aeroporto Santos Dumont (RJ), no Aeroporto Pampulha (BH), no Aeroporto Internacional de Cuiabá, no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes/Manaus, no Aeroporto Internacional de Curitiba e no Aeroporto Internacional de Porto Alegre. Quase 70 milhões de pessoas passaram por esses dez aeroportos em 2013, segundo dados da Infraero, que também administra outros 50 aeroportos no Brasil. O contrato com a Coletiva é válido até o ano de 2024.

Com a parceria firmada, a Infraero se posiciona como uma das pioneiras entre as empresas públicas nacionais a se adequar à Lei Federal 12.305/10, que determina que, até o início de 2015, todas as corporações – públicas ou privadas – deverão dar um destino sustentável aos resíduos sólidos recicláveis que são gerados em suas dependências.

A meta principal dessa lei é conseguir dar fim aos famigerados “lixões” de todo o Brasil. O trabalho da Coletiva para a Infraero inclui ainda o gerenciamento e a destinação dos resíduos recicláveis às cooperativas de catadores, promovendo a inclusão destas comunidades, que constituem importante pilar no desenvolvimento da sustentabilidade. Diariamente as cooperativas também informam o volume de resíduos entregues a elas, tornando possível a mensuração do impacto do projeto.

Tal característica faz com que a Infraero cumpra também a “Logística Reversa” estipulada pela Lei 12.305/10, pois as 2,5 toneladas de resíduos sólidos coletados diariamente (ou 75 toneladas por mês) nos dez aeroportos incluídos no programa serão encaminhados a 16 cooperativas de catadores como doação. Ou seja, além de contribuir para a educação ambiental, com os coletores, e dar a correta destinação aos resíduos recicláveis, a Coletiva também proporciona um benefício social ao doar essas toneladas de resíduos para cooperativas que atuam com reciclagem, fato que gera mais empregos, melhoria da renda e potencializa a capacidade de profissionalização de quem trabalha ali.

(Ciclo Vivo)
Fonte: http://ciclovivo.com.br/noticia/10-grandes-aeroportos-do-brasil-vao-reciclar-100-de-seus-residuos-solidos

Print Friendly, PDF & Email