Setor de TI busca alternativas para medir sua pegada de carbono

Vinte e sete empresas de tecnologia da informação e comunicação (TIC) estão trabalhando com a Comissão Europeia no desenvolvimento de planos para mensurar suas pegadas de carbono, e um relatóriopublicado nesta segunda-feira (18) sobre as dez ferramentas e padrões de mensuração testados concluiu que eles têm condições de ser implementados.

A Iniciativa TIC foi lançada pela Comissão Europeia em 2011 para desenvolver um quadro global de mensuração do consumo de energia e das emissões de carbono da produção, transporte e venda de bens, redes e serviços de TIC.

A ideia é criar um quadro de mensuração comum a fim de medir as emissões de forma mais precisa, podendo assim reduzi-las. O próximo passo é fazer com que empresas de TIC coloquem esses métodos em prática. Nos próximos meses, a Comissão pretende descobrir a melhor forma de fazer isso.

Entre as companhias participantes estão a Alcatel-Lucent, AMD, AUO, BT, Cisco, Dassault Systèmes, Dell, EECA-ESIA, Ericsson, GSMA, Hitachi, HP, Huawei, Intel, Lenovo, NEC, Nokia, Nokia Siemens Networks, Orange, Sagemcom, SAP, Telecom Italia, Telefónica e TeliaSonera. As outras participantes preferiram permanecer anônimas.

De acordo com relatório, as emissões de carbono das empresas podem ser reduzidas através, por exemplo, da substituição de viagens por videoconferências. Atualmente, os produtos e serviços de TIC consomem de 8% a 10% da eletricidade da UE e produzem até 4% das emissões de carbono do bloco.

A ONG Amigos da Terra comemorou o lançamento das ferramentas e padrões de mensuração, afirmando que isso pode ajudar a reduzir o impacto ambiental das matérias-primas que compõem os produtos de TIC.

Além desse relatório, outro documento sobre as emissões de TIC foi lançado nesta semana. O Spain 20.20 Report mostra como as empresas de TIC poderiam reduzir suas emissões em mais de 36 milhões de toneladas até 2020 e ajudar a levantar a economia do país.

Setor de TI busca alternativas para medir sua pegada de carbono

Setor de TI busca alternativas para medir sua pegada de carbono

Print Friendly, PDF & Email