Natura inicia uso de veículos elétricos para transporte de cargas

Natura inicia uso de veículos elétricos para transporte de cargasA Natura está ampliando o uso de transportes sustentáveis nas operações logísticas. A empresa já contava com alguns veículos movidos a etanol, como dois caminhões para transportar produtos entre a fábrica em Cajamar (SP) e os centros de distribuição da empresa, e um ônibus fretado que leva parte dos seus funcionários de São Paulo até sua sede no interior paulista.

A novidade agora é o uso de veículos elétricos como carros para carga, triciclos e bicicletas nas entregas dos produtos às consultoras. Até o fim de 2013, estarão em operação nove veículos verdes distribuídos em diferentes cidades como São Paulo, Campinas, Curitiba e Rio de Janeiro. Esse número deve aumentar em 2014, segundo Ricardo Faucon, diretor de serviço ao cliente da Natura.

Ainda em fase de teste, a iniciativa conta com a parceria de empresas engajadas em trazer os veículos elétricos para a realidade brasileira. No Rio de Janeiro, a Natura conta com a FedEx Express para fazer suas entregas com veículo elétrico. A iniciativa da companhia de transporte expresso de introduzir veículos elétricos na operação brasileira faz parte de seu programa global de sustentabilidade desenhado para conduzir seu compromisso ambiental nas comunidades onde atua.

Em Campinas, o carro sustentável da marca Renault faz parte do programa de Mobilidade Elétrica da CPFL. Em São Paulo, Curitiba e Campinas, as transportadoras Direct e Dias Entregadora são responsáveis pelas bicicletas e triciclos elétricos, respectivamente. Com o apoio desses parceiros, a Natura passa a ser a primeira empresa a colocar em operação veículos elétricos para transporte de cargas no Brasil.

O projeto possui duas metas claras: a eficiência operacional, que visa aumentar o número de entregas por dia com a mesma frota, e a redução da emissão de CO2, meta atrelada ao objetivo macro da Natura de reduzir em até 33% as emissões relativas de GEE (gases de efeito estufa).

Atualmente o setor de transporte de produtos corresponde a 15% das emissões totais da companhia. “Três bicicletas elétricas ou um triciclo substituindo um carro a álcool com consumo mensal de 200 litros reduzem em até 98% as emissões de CO2. Já um carro elétrico modelo Renault Kangoo Z.E., substituindo um carro a gasolina com consumo mensal de 250 litros, reduz em até 85% as emissões do mesmo gás”, explica Denise Alves, diretora de sustentabilidade da Natura.

“As bicicletas e triciclos elétricos foram avaliados como ótimas opções para o aumento da capilaridade da frota, possibilitando maior rapidez e eficiência nas entregas de porte pequeno em regiões com dificuldade de estacionamento, enquanto veículos de carga elétricos tem a finalidade de fazer entregas em regiões com maiores números de pedidos”, conta Faucon. “Na cidade de Campinas, por exemplo, as bicicletas elétricas farão também entregas referentes à Rede Natura, projeto piloto da Natura, no qual cada consultora tem a oportunidade de ter sua própria página de vendas na internet. Pelo fato da Rede concentrar pedidos de pequeno porte, que são entregues diretamente para a consumidora final, a bicicleta se torna uma ótima alternativa”, completa o executivo.

PrintFriendly and PDF