Lancaster quer título de primeira capital solar do mundo

Após planejar um documento que torna obrigatória a instalação de painéis solares em novas construções no início de março, a cidade de Lancaster, localizada na Califórnia, pretende ganhar o título de primeira capital solar do mundo. O prefeito republicano Rex Parris afirma que a intenção é gerar 126 megawatts de energia a partir novos painéis solares. As placas fotovoltáicas instaladas em telhados de estacionamentos e plantações de alfafa têm gerado 39 megawatts.

As construções que estão em andamento têm previsão de gerar 50 megawatts de energia solar. “Queremos ser a primeira cidade auto-suficiente em energia a partir da energia solar do mundo”, destacou Parris ao jornal New York Times.

Uma pesquisa local apontou que a cidade triplicou o número de residências com instalações de energia solar nos últimos 18 meses, um dos motivos é a queda de preço das placas fotovoltáicas. De acordo com o Solar Energy Industries Association, a capacidade de geração do sistema cresceu 16% em 2012 nos Estados Unidos – registrando a produção de 7.700 megawatts neste período.

Segundo Parris, o investimento em energia solar pode também ajudar a reduzir a taxa de desemprego, que aponta 15,5% em Lancaster. Ele acredita que a ação reduzirá os gastos públicos e ampliará os empregos privados.

(EcoD)

Lancaster quer título de primeira capital solar do mundo

Lancaster quer título de primeira capital solar do mundo

PrintFriendly and PDF