Brasil tem o desafio da energia limpa

Gerar energia limpa, sem a emissão de gases que contribuem para o efeito estufa na Terra é o hoje um dos maiores desafios no mundo. Foi o que apresentou Ronaldo Custódio, Diretor de Engenharia e Operações da Eletrosul, que palestrou durante evento de lançamento da Renex South America 2013- primeira feira de energias renováveis a acontecer no Brasil em novembro deste ano, em Porto Alegre (RS).

“Projeções indicam que mesmo implementando as políticas mais otimistas para utilização de energias renováveis no mundo, ainda assim chegaremos ao fim deste século com dois graus a mais no planeta”, ressaltou.

Segundo Custódio, o Brasil tem uma excelente matriz renovável, porém ainda não é possível dizer que ela vem sendo renovada. “Temos um potencial estimado de 260 megawatts de produção de energia nas mais diferentes fontes, a maior parte na região norte do país, e exploramos apenas 30% disso”, afirmou. Ele também informou que a matriz energética brasileira ainda é essencialmente oriunda de hidrelétricas (86%), mas a energia eólica já aparece com 1%, cenário que não ocorria apenas dois anos atrás.

Lançamento para o mercado

Grandes empresas, setor público, apoiadores e imprensa estiveram presentes nesta terça-feira (23) no lançamento da Renex. O evento que acontecerá em novembro deste ano é idealizado pela Hannover Fairs Sulamérica.

“Esta é uma feira que nasceu na Feira Industrial de Hannover e a Deutsche Messe AG aposta no potencial brasileiro e sul-americano de um setor em franca expansão e com grandes oportunidades de negócios. A escolha do Rio Grande do Sul se deu devido aos fortes investimentos do governo nesta área e a existência de um mercado já preparado para atender e receber novos investimentos”, afirmou Constantino Bäumle, diretor da Hannover Fairs Sulamérica.

Representantes do Governo do Estado do RS destacaram o apoio ao evento. “Trabalhamos muito para trazer a RENEX pelo conteúdo inovador e de sustentabilidade que as energias renováveis representam. Queremos estimular investimentos nessa área, tanto que ele está entre os setores estratégicos preferenciais da Política Industrial do Rio Grande do Sul”, disse o Secretário de Desenvolvimento e Promoção do Investimento do RS, Mauro Knijnik. O Rio Grande do Sul também se destaca no Brasil pelo mercado de energia eólica.

Sobre a RENEX

Uma plataforma multissetorial com o objetivo de apresentar as novidades da indústria, tendências, inovação, ideias e atração de investimentos para o mercado brasileiro e latino de energias renováveis. Este é o objetivo da RENEX (Renewable Energy Exhibition), feira internacional que terá sua primeira edição em Porto Alegre (RS), de 27 a 29 de novembro, reunindo segmentos de energia eólica, fotovoltaica, solar térmica, biocombustíveis, biogás e biomassa.

A feira é promovida pela Hannover Fairs Sulamérica com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento do Rio Grande do Sul (SPDI), Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI), Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEeólica), Federação Alemã de Engenharia (VDMA) e Associação Alemã de Energia Eólica (BWE).

A RENEX tem origem no setor de energias renováveis da feira Industrial de Hannover, na Alemanha, e já possui duas edições de sucesso na Eurásia. Devido ao grande potencial de uso de energia renovável na América do Sul, especialmente no Brasil, a Deutsche Messe AG, maior promotora de feiras do mundo, está apostando nesta primeira edição da RENEX South America, ampliando seu portfólio de negócios e expandindo o engajamento em feiras na América do Sul.

Contribuíram para a vinda da feira ao Brasil o grande potencial do país em energias renováveis e os planos do governo brasileiro de investimento de cerca de U$S 63 bilhões para a expansão de energias renováveis até 2020, aumentando a demanda por produtos internacionais e know-how.

Fonte: NoAR Comunicação

Brasil tem o desafio da energia limpa

Brasil tem o desafio da energia limpa

PrintFriendly and PDF