UNFCCC destaca iniciativas climáticas de empresas

Os impactos negativos das transformações do clima são bem conhecidos: maior intensidade e frequência de fenômenos climáticos extremos, aumento no nível dos oceanos, queda de produção agrícola, prejuízos com enchentes e secas etc. Agora, o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas (UNFCCC) quer chamar a atenção das empresas para o lado positivo e as oportunidades que o aquecimento global pode representar.

Com esse objetivo em mente, o UNFCCC reuniu e publicou as melhores iniciativas empresarias que já existem para lidar com as mudanças climáticas. Estratégias que exploram novas possibilidades de mercados, que desenvolvem produtos e serviços mais eficientes do ponto de vista do uso de recursos naturais e que engrandecem a responsabilidade social do setor privado mundial.

“Ao reconhecermos os exemplos de sucesso das empresas, pretendemos ajudar outras companhias e comunidades a se tornarem mais resistentes às mudanças climáticas e que até obtenham benefícios”, afirmou Christiana Figueres, presidente do UNFCCC, que está presente no Fórum Econômico em Davos.

As iniciativas são variadas, indo de melhores práticas agrícolas ao uso de novas tecnologias para evitar a queda de encostas e alagamentos. Empresas como Microsoft, Nestlé, Basf, Allianz, Bayer e Intel estão entre os 100 exemplos citados pelo UNFCCC.

Estratégias

Uma das ações apresentadas é a promoção de melhores práticas no cultivo de alimentos em regiões vulneráveis às transformações do clima, o que garante a permanência da população no campo e evita problemas sociais nas cidades, ao mesmo tempo em que asseguram uma maior produtividade às empresas, neste caso para a Nestlé.

O plano Nescafé oferece treinamento para agricultores em países como a Costa do Marfim, Equador e Indonésia, para que utilizem melhor os recursos naturais e assim alcancem o máximo de produtividade com o menor custo.

Nesta mesma linha, a Basf criou sementes que são mais tolerantes às variações climáticas e que oferecem menos riscos para os agricultores no que diz respeito à perda da lavoura por causa de uma chuva ou seca fora de época. Além disso, a empresa fundou aqui no Brasil o Espaço Eco, uma parceria com a agência do governo alemão para a cooperação internacional (GIZ), que promove a transferência de tecnologia e conhecimento com o objetivo de encontrar soluções para problemas ambientais e climáticos. Com essas iniciativas, a Basf desenvolve e testa tecnologias que podem vir a ser comercializadas no futuro.

Já a Microsoft estabeleceu duas parcerias público-privadas que foram reconhecidas pelo UNFCCC como grandes exemplos de como a ciência e o conhecimento podem ajudar o desenvolvimento sustentável.

A primeira é o Research4Life, uma iniciativa que garante a estudantes, pesquisadores e acadêmicos de 107 países pobres o acesso gratuito a mais de 4150 periódicos científicos. A segunda é o Eye On Earth, uma parceria com a Agência Ambiental Europeia, que monitora em tempo real programas de conservação e que disponibiliza esses dados online. A ferramenta pode ser utilizada para verificar a eficácia de ações de preservação ou acompanhar o avanço do desmatamento, por exemplo.

Os benefícios para a Microsoft aparecem na forma de aumentar o papel social da empresa e também no teste e desenvolvimento de tecnologias, como a computação de nuvem.

“As iniciativas detalhadas na base de dados mostram como o setor privado pode garantir vantagens ao promover a adaptação climática sem necessariamente ter que esperar por políticas internacionais. A cooperação entre empresas, governos e comunidades é muito importante para uma resposta rápida às mudanças climáticas”, destacou Figueres.

Outros exemplos de ações empresariais podem entrar na lista preenchendo este formulário que deve ser enviado para o e-mail nwp@unfccc.int.

Fonte: Instituto Carbono Brasil

Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas reconhece as mais bem sucedidas estratégias que o setor privado já realizou para mitigar e se adaptar às mudanças climáticas e que trouxeram também benefícios para a sociedade

Print Friendly, PDF & Email