Troque o sal por temperos naturais!

Conhecido vilão da saúde, o sal em excesso faz mal principalmente para quem sofre de pressão alta, como alertamos na matéria de saúde desta edição. Mas também pode acarretar problemas renais, cardiovasculares e inchaço. Por isso, evitar a ingestão do tempero é uma decisão acertada: “Baixar o consumo de sódio é uma das melhores medidas em termos de saúde pública, uma vez que repercute no combate a algumas doenças crônicas”, diz Patrícia Jaime, coordenadora-geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde.

A solução para não deixar a comida insossa é trocar o sal por temperos naturais. Segundo a nutricionista Paula Castilho, alecrim, hortelã, salsa e outros temperos protegem ainda contra vários males.

OS GRANDES ALIADOS DA SAÚDE ESTÃO NA SUA COZINHA!
Conheça as propriedades medicinais de 11 temperos e a melhor forma de usá-los:

{txtalt}

Alecrim:
Ideal para dar sabor a sopas, ovos, peixes, legumes e vegetais em geral, como berinjela, tomate, batata e couve-flor. Pode ser usado também em carne de porco e de ave. Estimula a circulação e a digestão.

{txtalt}

Alho e cebola:
Podem ser usados no preparo de quase todos os pratos. O alho ajuda a controlar a pressão e os níveis de colesterol. A cebola diminui os riscos de trombose e aterosclerose. A dupla também pode prevenir contra alguns tipos de câncer, como o de pulmão, estômago, próstata e fígado.

{txtalt}

Hortelã:
Geralmente, é usada em pratos árabes, como quibe e tabule. Confere sabor também a sucos e chás gelados, vinagrete e saladas verdes. Combate dor de estômago, tem ação diurética e digestiva.

{txtalt}

Cebolinha:
Vai bem em molhos, patês, massas, omelete, gratinados, carnes e peixes. Contém vitaminas A e C, auxiliando no combate contra gripes e doenças respiratórias em geral. Também facilita a digestão.

{txtalt}

Coentro:
Ideal para peixes, carnes, sopas e legumes. Fonte de cálcio, fósforo, ferro e vitamina C. Indicado em casos de diarreia, além de ser um excelente vermífugo e estimulante das funções digestivas. Também ajuda a disfarçar o hálito, quando mastigado imediatamente após o consumo de alho.

{txtalt}

Manjericão:
Dá à comida um aroma agradável e inconfundível. É bom para temperar frango, sopas, massas e molhos à base de tomate, além de realçar o sabor de recheio de pizzas. Tem ação diurética, auxilia no tratamento do diabetes, acelera a cicatrização da pele e ainda protege contra desconfortos intestinais.

{txtalt}

Manjerona:
Indicada para o preparo de arroz e legumes cozidos. Como o sabor é picante, coloque-o na comida depois de pronta. Estimula a digestão e tem efeito calmante.

{txtalt}

Orégano:
Muito usado para aromatizar pizzas, pães, feijão-branco, molhos à base de tomate, omelete, assados, peixes, aves e queijos para aperitivos. Seus princípios ativos ajudam a combater enjoos e gases. Também é diurético e expectorante.

{txtalt}

Salsa:
Pode ser usada em qualquer tipo de prato, especialmente em carnes, legumes, saladas, sopas e molhos. É rica em vitaminas A e C e minerais. Protege o sistema urinário, combate o inchaço e a anemia, além de possuir ação diurética e digestiva.

{txtalt}

Tomilho:
Pode ser usado para aromatizar carnes, cozidos, molhos e pães. Também acentua o sabor de peixe e frango. Rico em magnésio, vitaminas C e do complexo B, esse tempero é digestivo, reduz o colesterol e previne o envelhecimento precoce.

PREPARE UM TEMPERO CASEIRO
1 col. (sopa) de manjericão seco
1 col. (sopa) rasa de salsa seca
1 col. (sopa) de orégano seco
½ col. (sopa) de tomilho seco
Preparo: Misture todos os ingredientes e guarde em um pote fechado em temperatura ambiente. Use no preparo dos alimentos ou no prato já pronto.

Fonte: Planeta Sustentável

Troque o sal por temperos naturais!

Troque o sal por temperos naturais!

Print Friendly, PDF & Email