Técnica de algodão doce dá nova forma a plástico reciclado

A reciclagem de plásticos não é muito fácil e, geralmente, requer equipamentos caros. Mas um quarteto da Royal College of Art (RCA) em Londres, transformou um processo de fabricação complexo em uma operação de pequena escala.

Semelhante a uma máquina de algodão-doce, a fábrica Polyfloss transforma plástico em fibras de polipropileno, que podem então ser usadas para criar novos objetos.

Segundo os criadores, a fábrica Polyfloss é um projeto que visa reduzir o desperdício em um nível pessoal, criando objetos caseiros de plásticos reciclados exclusivos.

Como funciona

le-processus-1.jpg

Os resíduos de plástico são cortados e colocados em um forno rotativo que derrete o plástico. Por meio da força centrífuga, o plástico fundido é projetado através de furos no centro do tambor. Ao sair ele esfria e endurece.

O resultado é um material fibroso e esponjoso que pode ser formado, com moldes, em novos objetos. Também pode ser facilmente refundido outras vezes.

Produtos

the-team.jpg
O quarteto que integra a fábrica Plyfloss

A equipe composta por Emile De Visscher, Machet Chritophe, Gaulard Audrey, e Paget Nick já criaram copos de plástico reciclado, cestas, brinquedos de crianças, e até mesmo o revestimento de um vácuo, o que rendeu cerca de um metro cúbico de brilhantes Polyfloss vermelhas.

Eles também foram capazes de criar desde formas simples, tais como vasos e luminárias até produtos de consumo, como fones de ouvido.

polyfloss-milan-showroom-0.jpg

A equipe de fábrica Polyfloss já se apresentou no Milano Salone 2012 e está viajando para mostrar a técnica. Eles também têm planos de vender a máquina para outros fabricantes, a fim de difundir a tecnologia para a reciclagem artesanal.

Fonte: EcoD

FanPage AmbientalSustentávelCurta nossa página do facebook
Semelhante a uma máquina de algodão-doce, a fábrica Polyfloss transforma plástico em fibras de polipropileno. Fotos: Divulgação

Semelhante a uma máquina de algodão-doce, a fábrica Polyfloss transforma plástico em fibras de polipropileno. Fotos: Divulgação

Print Friendly, PDF & Email