Soutiens também podem ser reciclados

Doar e se desfazer de roupas antigas já se tornou tarefa corriqueira: blusas, vestidos, casacos, sapatos, calças, sutiãs. Sutiã? Pois é, se depois de muito usado ele já não serve mais para seu objetivo de sustentar, pode então ter um fim, digamos, sustentável. O sutiã é um produto difícil de ser reutilizado por não ser atrativo para vender em segunda mão nem doar. Além disso, sua mistura de tecidos e fios é difícil de ser reaproveitada, segundo especialistas. Pensando nisso, a Triumph Japão investiu numa tecnologia que transforma a peça em combustível e está oferecendo às consumidoras a possibilidade de levar seus sutiãs usados – de todas as marcas – para as lojas.

As peças são recicladas e transformadas em combustível (óleo RPF, um derivado do petróleo) para utilização industrial. Desde 2009, a Triumph Japão já recolheu mais de 200 mil soutiens, que se transformaram em 14 toneladas de combustível. A concorrente Wacoal arrecadou 179 mil peças – ou 17 toneladas de combustível. Em Portugal, Triumph e Intimissimi dão descontos de 3 a 5 euros numa peça nova quando as clientes entregam sutiãs usados, que por sua vez são utilizados na fabricação de isolantes acústicos. No Brasil, a reciclagem dessas peças ainda não começou, mas bem que podia ser um exemplo para as empresas fabricantes, né?

Fonte: Planeta Sustentável

FanPage AmbientalSustentávelCurta nossa página do facebook
Lojas japonesas investiram numa tecnologia que transforma a peça em combustível e estão oferecendo às consumidoras a possibilidade de levar soutiens usados de volta às lojas

Lojas japonesas investiram numa tecnologia que transforma a peça em combustível e estão oferecendo às consumidoras a possibilidade de levar soutiens usados de volta às lojas

Print Friendly, PDF & Email