Quantidade de plástico no Pacífico aumenta cem vezes nos últimos 40 anos

Nos últimos 40 anos, o lixo plástico produzido por humanos e descartado no mar apresentou um aumento de cem vezes no oceano Pacífico. O fato tem alterado o ambiente marinho. As informações são de um estudo do Instituto Oceanográfico Scripps.

O grupo de pesquisa, que concentrou seus estudos a cerca de mil quilômetros ao Oeste da Califórnia, documentou uma grande quantidade de lixo, a exemplo de pedaços de unha de plástico flutuando no oceano aberto.

A mudança no habitat está multiplicando a quantidade de um inseto marinho, conhecido como “skaters do mar” ou “água Striders”. Além de habitar em plataformas, ele deposita seus ovos em destroços flutuantes como conchas, penas de aves marinhas e pedra-pomes. A ploriferação desse inseto pode alterar toda a cadeia alimentar marinha.

“Este estudo mostra um aumento dramático de plástico ao longo de um período de tempo relativamente curto”, alertou ao site da Scripps, a cientista Mirian Goldstein, líder da pesquisa.

O estudo seguiu um relatório publicado em 2011 por pesquisadores da Scripps na série Progresso Ecologia Marinha, que apontava que 9% dos peixes apresentavam resíduos plásticos em seus estômagos.

Fonte: EcoD

O lixo pode alterar a cadeia alimentar marinha/Foto: DardoEloy

O lixo pode alterar a cadeia alimentar marinha/Foto: DardoEloy

Print Friendly, PDF & Email