Petrolina: Apesar da chuva, agricultores ainda sofrem com estiagem

Apesar de ter  chovido duas vezes em Petrolina, em menos de uma semana, a zona rural da cidade ainda sofre com a estiagem. O problema é que a precipitação está concentrada: em algumas áreas, chove; em outras, não.

 Com o olhar voltado para o céu, os agricultores ainda esperam a água para começar a plantar. As nuvens carregadas só fazem aumentar a esperança do sertanejo, principalmente aqueles que moram na área de sequeiro. “Por enquanto, só chegou aqui um pouquinho, mas a gente está esperando. A gente espera que, a qualquer momento, pode chegar”, comentou o agricultor João Bosco.

Na região conhecida como Sítio Caiçara, quase não choveu. Como Petrolina também é um dos maiores municípios pernambucanos em extensão territorial, é difícil a água chegar a todas as áreas. “Tivemos notícia de chuva, mas por aqui ainda não chegou não. Estamos esperando, se Deus quiser”, afirmou Maria Zilda Silva, moradora da zona rural da cidade.

A chuva dos últimos dias deixou algumas ruas alagadas no centro do município; um canal chegou a transbordar. Ao todo, choveu quase 50 mm. De acordo com os meteorologistas, as pancadas isoladas são características marcantes do semiárido brasileiro. “As nuvens não se desenvolvem homogeneamente em Petrolina. Elas têm uma diferenciação bastante acentuada, de nuvens que são pouco desenvolvidas na vertical. Sempre vai haver regiões onde a chuva é maior e outras, menor. No semiárido, isso é muito mais acentuado”, disse o meteorologista Mário de Miranda. Informações do G1.

Fonte: Blog do Jornal Folha do São Francisco

Petrolina: Apesar da chuva, agricultores ainda sofrem com estiagem

Petrolina: Apesar da chuva, agricultores ainda sofrem com estiagem

Print Friendly, PDF & Email