Parlamento holandês apoia planos da UE para cortar excesso de créditos

Na quarta-feira, o parlamento holandês aprovou, com 94 dos 150 votos da casa, uma moção em apoio às medidas planejadas pela Comissão Europeia (CE) para cortar o excesso de permissões de carbono disponíveis no esquema de comércio de emissões (EU ETS, em inglês).

Agora o governo está sob forte pressão para não bloquear a proposta que visa adiar o leilão de um determinado número de permissões de emissão referentes à terceira fase do EU ETS.

No início de setembro, o ministro do Meio Ambiente da Holanda anunciou que se oporia caso a proposta da CE fosse apenas para adiar o problema ao invés de resolvê-lo. Os britânicos também defendem a retirada permanente das permissões do mercado.

A medida para melhorar o mercado europeu de carbono em curto prazo tem a oposição de alguns países do leste europeu, em especial da Polônia, que alega estar preocupada com a criação de um precedente “perigoso” de manipulação do sistema. Portanto, o posicionamento dos demais países do bloco é elementar para que a proposta seja implementada.

A Comissão  Europeia deve liberar em 14 de novembro os planos específicos com o volume de permissões que deve ser retido, além de análises de medidas mais profundas para impulsionar o mercado em longo prazo.

Fonte: Instituto CarbonoBrasil/Agências internacionais

cortar o excesso de permissões de carbono

Parlamento holandês apoia planos da UE para cortar excesso de créditos

Print Friendly, PDF & Email