Lavouras de milho, soja e feijão são as mais prejudicadas pela seca na Região Sul

A seca na Região Sul já causou um prejuízo de R$ 2 bilhões para as lavouras de milho, soja e feijão só no Rio Grande do Sul, que tem o maior número de municípios (131) atingidos pela estiagem.

Hoje (9), o governador em exercício, Beto Grill, decretou estado de emergência coletivo para tornar mais ágil a liberação de recursos. O governo informou, por meio da assessoria de imprensa, a liberação de R$ 18 milhões para a construção de açudes e cisternas.

A seca no Sul também atinge os estados de Santa Catarina, que tem 64 municípios sofrendo com a estiagem, e do Paraná, onde 12 municípios estão sendo monitorados pela Defesa Civil. Na região catarinense, a falta de chuva prejudica mais de 418 mil pessoas e os prejuízos somam R$ 440 milhões.

No Paraná, a Defesa Civil desenvolve trabalhos para avaliar os danos e os prejuízos causados pela falta de chuva. O último boletim do órgão informa que 88.912 pessoas sofrem com a estiagem no estado.

Fonte: Agência Brasil

Lavouras de milho, soja e feijão são as mais prejudicadas pela seca na Região Sul

Lavouras de milho, soja e feijão são as mais prejudicadas pela seca na Região Sul

Print Friendly, PDF & Email