Hidrelétrica na China tem a potência de 15 reatores nucleares

O último dos 32 geradores da hidrelétrica mais poderosa do mundo, inaugurada no centro da China, começou a funcionar esta semana. A gigante e controversa Represa de Três Gargantas, construída no Rio Yangtzé – o mais longo da Ásia, com 6.300 km –, jorra água capaz de gerar 22.500 megawatts, a mesma potência de 15 reatores nucleares.

Represa entrou em operação em 2003, mas inaugurou último gerador esta semana (Foto: China Out/AFP )

Represa entrou em operação em 2003, mas inaugurou último gerador esta semana (Foto: China Out/AFP )

Por causa das recentes cheias em Pequim, que provocaram perdas significativas e pelo menos cem mortos, a barragem atingiu o maior fluxo do ano. A obra no chamado “Rio Azul”, que fica na província de Hubei, tem exatamente o objetivo de reduzir o risco de enchentes na estação das chuvas e armazenar e distribuir água nos períodos de seca, além de suprir a demanda de energia.

Três gargantas 2 (Foto: China Out/AFP)Três Gargantas tem a capacidade gerar 22.500 megawatts de potência no total (Foto: China Out/AFP)

A hidrelétrica tem sete vertedouros, por onde passaram na terça-feira (24) 70 mil metros cúbicos de água por segundo, que foram armazenados no reservatório da represa. A meta é reduzir o impacto sobre o curso inferior do rio e guardar no dia a dia pelo menos 26 mil metros cúbicos de água por segundo. Agora, o fluxo de água na saída da barragem está em 43 mil metros cúbicos por segundo.

Três gargantas 3 (Foto: China Out/AFP)Projeto começou em 2003, custou R$ 45,5 bi e forçou 1,4 milhão de pessoas a saírem (Foto: China Out/AFP)

O projeto da barragem começou em 1993 e a obra entrou em operação em 2003, a um custo de R$ 45,5 bilhões. A construção forçou a mudança de 1,4 milhão de pessoas, razão pela qual tem sido criticada por muitos moradores e especialistas. Em maio do ano passado, Pequim admitiu que a hidrelétrica havia causado uma série de problemas.

Três gargantas 4 (Foto: China Out/AFP)Segundo os críticos, peso do reservatório pode afetar a geologia do centro da China (Foto: China Out/AFP)

Segundo os críticos, o peso do reservatório poderia alterar a geologia central da China, expulsar milhões de habitantes, contaminar a água ao conter a poluição e prejudicar a bacia do Yangtzé, que é atravessada por várias falhas geológicas.

Três gargantas 5 (Foto: China Out/AFP)Meta da barragem é reduzir o risco de enchentes e armazenar água no período de seca (Foto: China Out/AFP)

*Com informações do jornal britânico “Daily Mail” e da agência France Presse.

Fonte: G1

FanPage AmbientalSustentávelCurta nossa página do facebook
Print Friendly, PDF & Email