Governo de SP lança projeto que simplifica ou isenta taxas de licenciamento ambiental em aquicultura

Para simplificar o licenciamento ambiental de atividades aquícolas (que englobam atividades como a pesca e a criação de rãs, moluscos e camarões), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinou hoje (13) um decreto que prevê isenção da taxa de licenciamento para os pequenos criadores, que têm pequeno potencial poluidor. O programa foi chamado de Via Rápida Ambiental da Aquicultura.

“Queremos, em dez anos, quintuplicar a produção de peixe. Hoje a aquicultura produz em torno de 40 mil toneladas por ano e nós queremos ir para 200 mil toneladas por ano”, disse o governador. Com o decreto estadual, os pequenos criadores de São Paulo poderão ser isentos da taxa.

“Antes tinha-se que pagar R$ 19 mil [para o licenciamento], além da burocracia. Agora, o pequeno produtor da pisicultura em tanque escavado, até 5 hectares; do camarão em água doce até 5 hectares; da ranicultura [criação de rãs] até 400 metros quadrados; da algicultura [criação de algas] até 5 hectares; e da malacocultura [criação de moluscos] até 2 hectares é zero. Não vão precisar pagar nada. Só precisam se inscrever na Secretaria de Agricultura”, explicou o governador.

Os demais produtores terão à disposição um modelo simplificado, com taxas que poderão alcançar em torno de R$ 5,5 mil, em caso de médio impacto ambiental, e R$ 1,9 mil, em caso de baixo impacto ambiental. Com a assinatura do decreto, o governo paulista pretende, além de desburocratizar o processo, aumentar o número de criadores formais.

A cerimônia de assinatura ocorreu na tarde de hoje (13) no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, e foi acompanhada pelo ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella. “São Paulo tem um grande potencial para produção de pescado e aquicultura. Esperamos que, em breve, São Paulo possa produzir 500 mil toneladas de pescado por ano”, disse o ministro. Hoje, segundo o ministério, o país produz 1.264.764,9 toneladas de pescado por ano.

Segundo o ministro, a expectativa do governo federal é que outros estados também comecem a simplificar o licenciamento de atividades aquícolas, que compreendem o cultivo ou a criação de organismos cujo ciclo de vida ocorre total ou parcialmente em meio aquático.

Fonte: Agência Brasil

Governo de SP lança projeto que simplifica ou isenta taxas de licenciamento ambiental em aquicultura

Governo de SP lança projeto que simplifica ou isenta taxas de licenciamento ambiental em aquicultura

Print Friendly, PDF & Email