Fundo Itaú Excelência Social investe em empresas sustentáveis e projetos educacionais

Um mecanismo que investe em ações de empresas com práticas sociais, ambientais e de governança corporativa diferenciadas. Assim é o Fundo Itaú Excelência Social (Fies), que destinará em 2012, R$ 2,4 milhões em até 14 organizações não governamentais (ONGs) que atuam na área de educação. Para participar da seleção, as ONGs devem inscrever-se até o dia 31 de agosto pelo link http://bit.ly/OYLPnr

Cada instituição selecionada receberá até R$ 120 mil em apoio financeiro, além de suporte técnico, monitoramento e formação de seus gestores. Serão destinados ainda R$ 240 mil ao Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil.

Durante o processo seletivo, serão escolhidos projetos de três categorias. Os de Educação Infantil envolvem ações executadas por organizações registradas nos Conselhos Municipais de Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e destinam-se ao desenvolvimento de crianças com idade até 5 anos.

Os projetos de Educação Ambiental dirigem-se à formação de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos com o objetivo de promover conhecimentos necessários para a preservação e melhoria da qualidade ambiental, realizados por organizações registradas nos CMDCAs.

Já os de Educação para o Trabalho preparam adolescentes e jovens de 14 até 24 anos para o mercado de trabalho.

De 2004 até o final de 2012, o fundo terá destinado R$ 20 milhões a programas sociais de 116 ONGs, investindo na formação de mais de 22 mil crianças, adolescentes e jovens, além de 2 mil educadores.

Sobre o Fundo

De 2004 até o final de 2012, o fundo do Itaú terá destinado mais de R$ 20 milhões a programas educacionais de 116 ONGs, beneficiando mais de 22 mil crianças e 2 mil educadores.

Podem participar as ONGs que preencham, cumulativamente, os seguintes requisitos: tenham orçamento anual igual ou superior a R$ 120 mil; não tenham fins lucrativos; tenham sido constituídas no Brasil, de acordo com a legislação brasileira, e possuam sede no território nacional; estejam adimplentes com suas obrigações fiscais; sejam responsáveis diretas por um programa social relacionado ao tema educação, cuja implantação tenha sido iniciada há pelo menos dois anos e ainda esteja em execução; formalizem corretamente, até 30 de agosto, a sua inscrição.

Processo de Seleção

O processo de seleção é dividido em quatro etapas. Inicialmente, classificam-se os inscritos que atendem às exigências do edital. Em seguida, as organizações habilitadas e os programas por elas apresentados são avaliados pelo Comitê de Análise. Os aspectos observados são a capacidade de gestão para sustentabilidade política, financeira e técnica; a composição, formação e experiência profissional das equipes das organizações; a relevância do programa perante o contexto local e o potencial de transformação; o caráter inovador do programa.

Após a avaliação, o comitê seleciona até 25 semifinalistas para a etapa de Visitas Técnicas, quando cada organização recebe dois profissionais responsáveis pela ratificação da indicação e coleta de dados adicionais.

Os programas das organizações finalistas são avaliados pelo Conselho Consultivo do Fundo Itaú Excelência Social, que escolhe os até 14 organizações a receber o investimento. O Conselho Consultivo é formado por representantes da Fundação Itaú Social, do ltaú Unibanco S.A., do Itaucard, da Fundação Orsa, Fundação lochpe, Instituto Ethos, Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), Instituto ltaú Cultural, Fundação Dom Cabral, Instituto Ayrton Senna, Universidade de São Paulo e Fundação Educar DPaschoal, além de investidores institucionais.

Fonte: EcoD

Projetos de educação infantil também estão aptos a participar.  Foto: Divulgação

Projetos de educação infantil também estão aptos a participar.
Foto: Divulgação

Print Friendly, PDF & Email