Dinamarca promete corte de 34% nas emissões até 2020

“O mais amplo, verde e ambicioso plano de energia já realizado”. É assim que o governo dinamarquês classifica o programa anunciado na última sexta-feira (23), que pretende, até 2020, gerar 35% da eletricidade do país através de fontes renováveis e reduzir em 34% as emissões de gases do efeito estufa com relação ao nível de 1990.

“A Dinamarca será novamente a líder mundial na transição para a energia verde. Este plano vai nos preparar para um futuro no qual os preços do petróleo e do carvão serão ainda mais altos. Além disso, criará os postos de trabalho que tanto precisamos”, declarou Martin Lidegaard, ministro do Clima, Energia e Construção.

O plano pretende ainda diminuir o consumo de energia, com medidas de conscientização e eficiência, em 12% com relação a 2006. Além disso, o governo investirá em redes inteligentes (smart grids), biogás e outras tecnologias. Por exemplo, já em 2013, nenhum edifício no país poderá instalar sistemas de aquecimento baseados em combustíveis fósseis.

O grande objetivo da Dinamarca é ter 100% de sua geração renovável até 2050.

O novo plano deve ajudar nos debates da União Europeia para elevar sua meta de corte de emissões de 20% para 30% em 2020.

 Autor: Fabiano Ávila   –   Fonte: Instituto CarbonoBrasil/Agências Internacionais

Print Friendly, PDF & Email