Dia Mundial do Turismo 2012 – Em busca da sustentabilidade energética

“Turismo e Energia Sustentável”. A escolha do tema para as comemorações do Dia Mundial do Turismo, neste 27 de setembro, não poderia ser mais pertinente. No momento em que o mundo vive uma de suas piores crises energéticas, estamos observando um crescimento exponencial das atividades turísticas. Estima-se que este ano pelo menos um bilhão de pessoas terá viajado para alguma parte do Globo. Absorver essa movimentação de turistas de forma sustentável é um desafio forjado na experimentação. Ainda não há dados científicos suficientes que definam um passo definitivo na solução dessa problemática. O que se espera é exatamente a exploração máxima da criatividade na proposição de medidas que possam contribuir para a diminuição do impacto que esse deslocamento global representará.

O secretário geral das Nações Unidas, Ban Kin-Moon, fez um apelo a todos os que trabalham no setor do turismo e aos que desfrutam dele, para que participem na construção de um futuro mais sustentável para todos. Para ele, todos temos um papel a desempenhar no turismo sustentável. A atividade turística responsável deve ser compreendida e respeitada tanto por parte de quem oferece os atrativos como dos turistas que os procuram.

Logo, os governos, a sociedade civil e o empresariado deverão ser copartícipes nesse processo de desenvolvimento de uma nova consciência, a começar pela discussão de soluções que contribuam para a sustentabilidade da atividade turística. O que um hotel pode fazer para contribuir com a questão da sustentabilidade energética? E um restaurante? E o próprio turista? Segundo dados da Embratur, a indústria do turismo em nosso País movimenta mais de R$ 30 bilhões ao ano, o que representa algo em torno de 3,5% do PIB nacional. Com a proximidade da Copa de 2014 e as Olimpíadas em 2016, observaremos um crescimento ainda maior no trânsito de turistas. Medidas terão que ser tomadas para preservar a sustentabilidade e minimizar o impacto dessa movimentação de visitantes ao meio ambiente.

Em Santos e Região, os primeiros passos já estão sendo dados. O investimento que as prefeituras têm efetuado na expansão da malha cicloviária é uma das medidas. Santos, por exemplo, está criando projetos para democratizar ainda mais o acesso às bicicletas. Com a possibilidade de fornecimento gratuito de bicicletas públicas à população e aos visitantes. Agências de receptivo, como a Caiçara Expedições, associada ao Bureau, têm investido, de forma bem sucedida, na criação de pacotes de passeios sustentáveis e de baixo impacto ao meio. E há muitos restaurantes na região, por exemplo, buscando soluções sustentáveis para a destinação final do óleo utilizado nas cozinhas.

O próprio Bureau, que busca fomentar essas discussões na região, também vem contribuindo. Além dos nossos informativos serem estritamente digitais, estamos estudando a criação de um aplicativo para dispositivos móveis que contribuirá ainda mais para a diminuição do impacto com material impresso de divulgação. Assim, estamos constantemente buscando soluções que tornem nossas atividades cada vez mais sustentáveis.

Nossa meta agora é aumentar o âmbito dessas discussões a nível regional, com a proposição de soluções a curto e médio prazo. Nossa preocupação, enquanto entidade que zela pelas atividades do turismo receptivo, seja ele a lazer ou a negócios, é oferecer um destino cada vez mais compromissado com as energias sustentáveis. Encontrar maneiras de diminuir o impacto das atividades do setor será mesmo um desafio. Mas estamos certos de que, baseados no princípio da adesão e da colaboração, conseguiremos fazer da nossa região um exemplo para outros destinos.

* Alex Veríssimo Mendes* é presidente do Santos e Região Convention & Visitors Bureau

Fonte: Jornal do Cruzeiro do Sul

Dia Mundial do Turismo 2012 - Em busca da sustentabilidade energética

Dia Mundial do Turismo 2012 – Em busca da sustentabilidade energética

Print Friendly, PDF & Email