Desmatamento na Amazônia tem queda de 58% entre abril e junho, aponta Inpe

O desmatamento na Amazônia Legal caiu 58,5% entre abril e junho de 2012, na comparação com o mesmo período de 2011, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgados na quinta-feira, 2 de agosto. Os números foram obtidos pelo sistema de detecção do desmate em tempo real, o Deter, que utiliza imagens de satélite para visualizar a perda mensal de vegetação no bioma.

Entre abril, maio e junho deste ano o desmatamento causou a perda de 438,92 km² de cobertura florestal, uma área equivalente a 24 vezes o tamanho do arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco. Nos três meses de 2011, a devastação registrada no bioma foi de 1.058,05 km² (quase o tamanho da cidade do Rio de Janeiro).

Em abril de 2012, houve uma redução de 232,57 km² de floresta, de acordo com o Inpe. Em maio, a perda foi de 98,85 km², já em junho, uma área de 107,5 km² de mata nativa desapareceu devido ao desmatamento. A cobertura de nuvens nesses três meses foi inferior a 50%, ou seja, os satélites conseguiram observar boa parte do bioma, que abrange nove estados brasileiros.

Fonte: EcoD

FanPage AmbientalSustentávelCurta nossa página do facebook
Entre abril, maio e junho deste ano o desmatamento causou a perda de 438,92 km² de cobertura florestal, uma área equivalente a 24 vezes o  arquipélago de Fernando de Noronha Foto:leoffreitas

Entre abril, maio e junho deste ano o desmatamento causou a perda de 438,92 km² de cobertura florestal, uma área equivalente a 24 vezes o arquipélago de Fernando de Noronha || Foto:leoffreitas

Print Friendly, PDF & Email