Debate sobre clima vai destinar renda para jovens em situação de risco

Reunir especialistas para discutir as polêmicas que envolvem o tema aquecimento global e, ao mesmo tempo, destinar a renda do evento para o Ampliar, programa de educação e profissionalização de jovens em situação de risco social. Este é o objetivo do debate Aquecimento Global: Fato, Mito ou Exploração Comercial?, que será realizado no dia 3 de setembro, na sede do Secovi, em São Paulo.

A palestra será ministrada pelo cientista Ricardo Augusto Felício, doutor em climatologia e professor do Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo. Felício é conhecido por sua posição científica, contrária à adotada por boa parte dos acadêmicos, em relação à influência das atividades humanas sobre as mudanças climáticas. Ele e outros 17 cientistas e acadêmicos entregaram carta aberta à presidenta Dilma Rousseff em maio deste ano, intitulada Mudanças climáticas: hora de se recobrar o bom senso.

No documento, os pesquisadores afirmam que as mudanças climáticas têm sido pautadas, predominantemente, por motivações ideológicas, políticas, econômicas e acadêmicas restritas, comprometendo princípios fundamentais da prática científica, além de interesses das sociedades tanto brasileira quanto do resto do mundo. Dentre suas considerações, alegam não haver evidências físicas da influência humana no clima global, e mostram que o alarmismo climático é contraproducente.

Futuro dos jovens

Para Maria Helena Mauad, presidente do Ampliar, o debate deve acontecer porque diz respeito ao destino do planeta – e a instituição que ela preside forma anualmente mais de 2 mil jovens que alimentam altas expectativas em relação ao futuro e ao desenvolvimento profissional. “Ao realizarmos esse evento, cumpriremos nossa obrigação de trazer esclarecimento à população, em especial àqueles que cuidamos e preparamos para se inserir na sociedade de forma produtiva e consciente”, ressaltou.

Os debatedores confirmados são José Eduardo Lutti, promotor de Justiça do Meio Ambiente da Capital, e Daniel R. Fink, procurador de Justiça, ambos do Ministério Público do Estado de São Paulo; Evaristo Eduardo Miranda, pesquisador da Embrapa Monitoramento por Satélite; Denis Rosenfield, professor da Universidade do Rio Grande do Sul e articulista do jornal O Estado de S. Paulo; Marcelo Takaoka, presidente do CBCS (Conselho Brasileiro de Construção Sustentável) e do Conselho Consultivo da Unep-SBCI (ONU); e Ciro Scopel, vice-presidente de Sustentabilidade do Secovi-SP.

O evento é aberto a todos. Os convites custam R$ 50,00 para associados do Secovi-SP e Fiabci/Brasil e mantenedores do Ampliar, e R$ 70,00 para os demais participantes. A renda será integralmente destinada aos projetos do Ampliar.

Para os interessados que não puderem comparecer, haverá transmissão simultânea para todo o Brasil, exceto para a cidade de São Paulo, onde o evento será realizado. Basta acessar o link http://v3.webcasters.com.br/Login.aspx?codTransmissao=93365, e informar nome e e-mail. A liberação será feita apenas no dia e horário do evento.

Fonte: EcoD

FanPage AmbientalSustentávelCurta nossa página do facebook
Debate sobre clima vai destinar renda para jovens em situação de risco

Debate sobre clima vai destinar renda para jovens em situação de risco

Print Friendly, PDF & Email