Começa a operar no Rio núcleo de biocombustíveis e petróleo

Entra em operação, no Rio, o Núcleo de Biocombustíveis, de Petróleo e seus Derivados. A unidade, localizada na Cidade Universitária, é resultado de parceria entre a Petrobras e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O complexo de laboratórios consumiu investimentos de R$ 5,2 milhões e vai realizar pesquisas nas áreas de biotecnologia e de engenharia química.

De acordo com a Petrobras, serão estudadas linhas de pesquisa voltadas para o desenvolvimento de processos químicos e bioquímicos, com base em matéria-prima renovável, para obtenção de biocombustíveis, e estudos avançados com petróleo e seus derivados.

De acordo com o reitor da UFRJ, Carlos Levi, o modelo de organização do núcleo, coordenando vários laboratórios e promovendo a articulação das equipes, garante eficiência dos resultados. “Tenho certeza que daqui surgirão vários trabalhos, que vão sustentar iniciativas e projetos de grande alcance e interesse nacional”, afirma.

O gerente de Gestão Tecnológica da Petrobras Biocombustível, João Norberto Noschang Neto, salienta que o projeto de produção do etanol de segunda geração, produzido a partir do bagaço de cana, começou na UFRJ há oito anos. “Avançamos muito e, em 2015, vamos produzir comercialmente.”

Segundo Noschang Neto, a companhia quer ter uma relação cada vez mais próxima com a comunidade científica. “Vamos acompanhar, testar o resultado do trabalho e preparar nossa companhia e o nosso País para os desafios do abastecimento energético e do crescimento das fontes renováveis”, diz.

Fonte: Terra

Começa a operar no Rio núcleo de biocombustíveis e petróleo

Começa a operar no Rio núcleo de biocombustíveis e petróleo

Print Friendly, PDF & Email