Arquiteta usa janelas velhas como paredes em casa no lago

A arquiteta sueca Karin Matz investiu na ideia de reaproveitar materiais que seriam descartados para construir uma pequena cabana na orla de um lago. O local, uma espécie de abrigo, foi feito a partir de blocos de concreto e 36 janelas recuperadas.

Apelidada de “Blocked Mini” a construção foi edificada em uma área livre atrás de uma casa no lago e serve como casa de hóspedes, mas também pode ganhar outras utilidades de acordo com a necessidade. Karin elaborou o projeto quando estava estudandoarquitetura e a sustentabilidade é a característica principal desta ideia.

A Blocked Mini está instalada em um pequeno cais de madeira, em frente ao lago, que protege a estrutura de possíveis inundações. O piso elevado, utilizado no projeto, é feito com as mesmas vigas naturais do cais, dando uma continuidade visual à casinha.

Internamente o piso foi trabalhado para ganhar uma coloração mais escura. A parede do fundo é feita com blocos de concreto não tratado, enquanto o telhado é composto de metal corrugado.

Esses itens contrastam com as paredes de vidros, compostas, cada uma, por seis janelas de vidro empilhadas. Uma delas serve como separação de ambientes, dentro da Blocked Mini, e as outras permitem o aproveitamento total da iluminação natural.

A pequena casa de hóspedes é mobiliada com poucas coisas, apenas uma cama dobrável, prateleiras instaladas na própria divisória e cadeiras. Por outro lado, a parede de blocos recebeu ganchos que permitem o armazenamento de cordas, escadas, barcos, entre outras coisas.

Fonte: Exame.com

Karin Matz elaborou o projeto quando estava estudando arquitetura

Karin Matz elaborou o projeto quando estava estudando arquitetura

Print Friendly, PDF & Email