ArcelorMittal lucrou US$ 93 milhões com a venda de créditos de carbono em 2011

A maior fabricante de cimento do mundo, ArcelorMittal, publicou seus números para 2011 revelando que lucrou US$ 93 milhões em 2011 com a venda de permissões de emissão de carbono que não utilizou.

Mesmo o valor sendo impressionante, ainda é 30% menor do que o registrado em 2010, US$ 140 milhões.

As cimenteiras receberam grandes quantidades de permissões gratuitas sob o esquema de comércio de emissões da União Europeia, o que abriu as portas para que colocassem no mercado os créditos desnecessários para cobrir suas emissões de CO2.

Se a empresa vender todas as permissões que não utilizará, o que a ONG Sandbag estimou em um estudo de 2009 em cerca de 80 milhões de unidades, isso pode render mais de um bilhão de libras. A ONG conclama a ArcelorMittal a fazer uma ‘filantropia climática’ e cancelar as 80 milhões de permissões extras.

Na época, a empresa declarou que possui uma quantidade grande de créditos extras devido à crise econômica mundial, que causou a queda pela metade da demanda por aço. Além disso, a ArcelorMittal afirma que grande parte das suas permissões foram compradas e não recebidas gratuitamente.

Autor: Fernanda B. Müller   –   Fonte: Instituto CarbonoBrasil

Print Friendly, PDF & Email