AIE começa a divulgar relatórios estatísticos sobre o panorama energético global

A participação das fontes renováveis na matriz energética dos países que formam a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) subiu para 8,2% em 2011, uma alta em relação aos 7,8% em 2010. A grande responsável por essa expansão foi a eólica, que registrou 24% de aumento.

Estes dados estão presentes no Renewables Information 2012, um dos relatórios da série sobre o panorama energético mundial que a Agência Internacional de Energia (AIE) começou a divulgar nesta semana. Mas não foram apenas as renováveis que cresceram.

De acordo com os outros documentos, Coal Information 2012, Oil Information 2012 e Natural Gas Information 2012, a produção global de carvão subiu 6,6% em 2011 – aumentando pelo vigésimo ano seguido –, a de gás natural, 2,1%, e a de petróleo, 1%.

Segundo a AIE, a China ultrapassou o Japão como maior importadora de carvão, sendo atendida principalmente pela Indonésia, que pela primeira vez aparece à frente da Austrália como maior exportadora mundial.

O Electricity Information 2012 afirma que a geração elétrica nos países da OCDE caiu 0,9% em 2011, devido principalmente ao acidente nuclear em Fukushima. No Japão, a geração nuclear despencou 65%, e na Alemanha, 23%.

A AIE está preparando para os próximos meses relatórios mais detalhados sobre países de fora da OCDE, mas já aponta que a breve recuperação econômica em 2010 resultou no aumento de 4,9% na demanda energética mundial, depois de um declínio de 0,8% entre 2008 e 2009.

Todos os relatórios já disponíveis podem ser conseguidos na livraria online da agência.

Fonte: Instituto Carbono Brasil

FanPage AmbientalSustentávelCurta nossa página do facebook
Documentos registram alta em renováveis, mas também destacam crescimento de 6,6% na produção de carvão

Documentos registram alta em renováveis, mas também destacam crescimento de 6,6% na produção de carvão

Print Friendly, PDF & Email