Agosto bate recorde em desmatamento da Amazônia Legal

O mês de agosto foi marcado pelo recorde anual nas taxas de desmatamento da Amazônia Legal. Somente nos 31 dias do mês a floresta perdeu 522 km², o estado do Pará foi o campeão em área desmatada, seguido por Mato Grosso.

De acordo com informações do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), os registros de agosto deste ano são 220% superiores aos números coletados no mesmo período de 2011. A medição foi feita com base nas informações do Sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real (Deter), que analisa imagens feitas por satélites.

A eficiência do monitoramento feito sobre a região amazônica depende muito das condições climáticas. Neste ano, por causa da baixa quantidade de nuvens, o sistema conseguiu mapear 96% da área, o que garante maior precisão aos dados quanto às perdas.

Diante destas informações, o Ministério de Meio Ambiente se pronunciou, através da agência Reuters, dizendo que o aumento do desmatamento se deve a alguns fatores específicos, como a quebra da safra de milho nos Estados Unidos e a seca na Amazônia, que torna os meses de agosto, setembro e outubro, mais propensos ao desmatamento devido às queimadas.

Em comparação feita com os primeiros oito meses de 2011 os números são bastante equiparados. No último ano, entre janeiro e agosto a Amazônia perdeu 1.562,96 km², que segundo o G1 é uma área maior que a cidade de São Paulo. Em 2012 a perda foi um pouco maior, marcando 1.599,22 km². Em um ano, no período que vai de agosto de 2010 a julho de 2011, a perda foi de 6.418 km², aproximadamente quatro vezes o tamanho da cidade de São Paulo.

Fonte: Ciclo Vivo

Agosto bate recorde em desmatamento da Amazônia Legal

Agosto bate recorde em desmatamento da Amazônia Legal

Print Friendly, PDF & Email