A responsabilidade social como parte estratégica do seu negócio

há alguns anos a responsabilidade social corporativa era confundida com ações assistenciais isoladas pontuais, hoje ela já é reconhecida nas grandes organizações como uma importante área estratégica: além contribuir significativamente para o desenvolvimento da sociedade, representa uma vantagem competitiva para a empresa.

Isso porque um projeto consistente de responsabilidade e governança corporativa proporciona à organização novas formas de aprendizado e conhecimento, pode ajudar a fomentar seu mercado de atuação, a criar diferenciais para que a empresa se destaque em mercados competitivos e também contribui para a construção positiva da imagem de sua marca.

No Brasil, sabemos das diversas limitações dos governos para atender os complexos problemas sociais do país. Portanto, a iniciativa privada e o terceiro setor desempenham um papel fundamental e têm como dever utilizar seus recursos e conhecimentos para buscar soluções para estes problemas.

No entanto, iniciar um projeto de responsabilidade social exige planejamento, pois alguns fatores são críticos para o sucesso. O primeiro passo é basear o plano de ações sociais onde está seu core business.

Ou seja, os projetos socialmente responsáveis têm de estar intimamente ligados ao seu negócio e área de atuação. Afinal, é onde sua empresa terá mais condições para, genuinamente, prestar uma contribuição significativa à sociedade, ao mesmo tempo em que busca obter um diferencial competitivo
para o negócio.

Também é fundamental fazer alianças com outras entidades empresas e organizações que possuam habilidades complementares às suas. Esta cooperação ajuda a tornar as ações mais ricas e abrangentes, pois cada um dos agentes colabora com diferentes ferramentas e conhecimentos.

Entre outros fatores críticos para o sucesso de um projeto de responsabilidade social corporativa estão o comprometimento da alta diretoria, a definição de metas concretas, a busca de resultados no longo prazo, e, claro, acreditar naquilo que está sendo construído.

Os valores éticos da organização também devem permear todas as ações assinadas por sua empresa.
Também é importante buscar o engajamento de seus stakeholders, como colaboradores, clientes, fornecedores e parceiros.

Avalie esses fatores quando estiver fazendo um planejamento na área de responsabilidade social e desenvolvimento sustentável. E saiba que é possível adotar uma maneira de fazer negócios, competitiva e estratégica, que também contribuirá para a melhoria das condições sociais e econômicas do país.

Por Mário Mello, Presidente do PayPal do Brasil

Fonte: PayPal

Print Friendly, PDF & Email