Vulcões teriam permitido oxigenação da atmosfera primitiva

Pesquisador contradiz teoria de que primeiro fator de oxigenação seriam as cianobactérias

Foto: ©Steve and Donna O'Meara/ VolcanoHeaven.tumblr.com Ampliar Para novo estudo, origem do oxigênio na atmosfera primitiva está na fumaça dos vulcões

A oxigenação da atmosfera primitiva da Terra, há 2,5 bilhões de anos, estaria ligada, em um primeiro momento, à emissão de gases e vapores vulcânicos, antes mesmo do desenvolvimento de cianobactérias produtoras de oxigênio, aponta um estudo publicado nesta quinta-feira na revista científica “Nature”.

Contradizendo as hipóteses existentes, o desenvolvimento de cianobactérias não seria o primeiro fator da oxigenação da atmosfera primitiva, assinalam Fabrice Gaillard e seus colegas do Instituto de Ciências da Terra de Orléans e do ISTerre de Grenoble, na França. “A geologia prima sobre a biologia”, resume Gaillard.

A Terra, desde o seu começo, há 4,5 bilhões de anos, até o princípio do Grande Evento de Oxidação, há 2,5 bilhões de anos, teve uma atmosfera sem oxigênio, composta essencialmente por gás carbônico e metano. Há 2,7 bilhões de anos, houve uma mudança, com a emergência de grandes continentes e o surgimento de vulcões. Em vez de liberar gases e vapor na água do mar, eles começaram a emitir gases na atmosfera com quantidades significativas de enxofre, sob uma forma de oxidação (SO2).

fonte AFP _ em ig.com.br

Print Friendly, PDF & Email