Tratar pneumonia em casa pode ser melhor do que em hospital

Crianças com pneumonia grave tratadas em casa se recuperam melhor do que aquelas encaminhadas a um hospital, revela um novo estudo publicado no Lancet.

Pesquisas anteriores já haviam demonstrado que a administração oral do remédio funcionava tão bem como a injetável – mas, nesse caso, a investigação havia sido feita em hospitais e com médicos.

No novo estudo, feito no Paquistão, pesquisadores compararam a evolução de 1857 crianças acompanhadas em casa por pessoas da comunidade treinadas para identificar sintomas da doença, que receberam cinco dias de antibiótico oral. O grupo controle incluiu 1354 pacientes tratados em hospitais, submetidos à terapia padrão: uma dose do remédio antes do encaminhamento a um centro médico para receber drogas por via intravenosa.

A terapia em casa reduziu atrasos e falhas no tratamento. Apenas 9% dessas crianças tinham febre e outros sintomas após seis e 14 dias de tratamento, contra 18% das internadas em hospitais. Sabe-se que, em muitos casos, as famílias precisam viajar para chegar aos serviços de saúde, o que envolve atrasos, custos e dias de trabalho perdidos, dificultando a adesão.

Os membros da comunidade que receberam treinamento básico sobre como reconhecer sinais e sintomas e avaliar o progresso do tratamento diagnosticaram corretamente 94% dos casos.

Para os autores, os resultados são uma prova de que trabalhadores treinados podem identificar e administrar a doença na comunidade.

A descoberta pode ajudar a salvar milhares de crianças. A pneumonia é uma das grandes causas de morte infantil no mundo, matando 1,4 milhão de crianças com menos de cinco anos a cada ano, 99% delas em países em desenvolvimento.

Fonte: Estadão

Print Friendly, PDF & Email
Tags: